Novo Renault Clio revelado em Genebra

A Renault levou a Genebra a quinta geração do Renault Clio que aposta em novas tecnologias e superior qualidade bem como em novas versões de equipamento.

O Renault Clio é um dos modelos mais importantes para o construtor e que representa um enorme volume de vendas na Europa. Foi o carro mais vendido em Portugal nos últimos seis anos e em 2018 vendeu mais de 13 mil unidades. Ainda que esteja em período áureo, havia que o renovar para conseguir manter a liderança.

A tarefa era naturalmente ingrata porque já diz o ditado “em equipa vencedora…” motivo pelo qual a marca optou por não exagerar no design exterior mas evoluir ligeiramente aproximando-o da restante gama de modelos do construtor, e apostar forte no interior e nas novas tecnologias.

A base é a nova plataforma modular do construtor, mais eficiente, e concebida também para veículos 100% elétricos.

No interior o Renault Clio V recebeu novos comandos que facilitam a vida a bordo. O espaço disponível aumentou e o conforto foi melhorado com novos bancos. O novo volante oferece comandos mais intuitivos. O painel de instrumentos recebeu um ecrã digital de 9.3 polegadas, o maior de sempre num modelo do construtor. O ecrã central do sistema de info-entretenimento também cresceu para 10 polegadas. No conjunto são os maiores ecrãs do segmento.

A qualidade de materiais e construção foi outra aposta da marca fazendo o Renault Clio evoluir significativamente nesta nova geração. A aerodinâmica também foi melhorada, o que se nota de imediato nas linhas fluídas do modelo mas mantendo a identidade.

Versão R.S. Line é novidade

Novidades também nas linhas de equipamento ─ Initiale e R.S. Line ─ a primeira dá ao Renault Clio V uma superior qualidade de vida a bordo e um aspeto mais elegante, juntando-se assim aos restantes modelos Initiale como o Captur, a Scénic, o Talisman, o Koleos e o Espace. A R.S. Line vem substituir a anterior GT Line, com óbvia alusão ao departamento da Renault Sport, responsável pela conceção destes modelos, de enorme sucesso em Portugal.

A nova geração do Renault Clio deverá chegar a Portugal em setembro

O Renault Clio V será também o primeiro modelo a receber a nova tecnologia híbrida do construtor denominada de E-TECH ainda que só em 2020. Apesar da bateria de apenas 1,2 kWh, o modelo promete revolucionar no que diz respeito a regeneração de carga na bateria e, segundo o construtor, em cidade será capaz de utilizar somente a parte elétrica em 80% do tempo.

Com a aposta forte nas motorizações gasolina por parte dos construtores, nomeadamente no segmento onde se insere o Renault Clio, este irá receber as recentes motorizações 1.3 TCe para além do 1.0 TCe que fará a entrada de gama.

Nas tecnologias e na segurança o novo Renault Clio também se assume como o que inclui um maior número de sistemas dos quais se podem destacar o Cruise Control adaptativo com limitador de velocidade, luzes de máximos automáticas, paragem de emergência em cidade, reconhecimento de sinais de trânsito, aviso de ângulo morto, sistema de manutenção na faixa de rodagem, câmara 360º entre alguns outros. O Clio V passa a contar também de série com travões de disco às quatro rodas.

A Renault confirmou ainda as versões plug-in híbridas para o Captur e Mégane também para 2020.

Siga-nos no Instagram e acompanhe as outras novidades do Salão de Genebra