Lexus UX 300e. Um SUV premium 100% elétrico! Convence?

A Lexus aventura-se no mundo dos elétricos com o UX 300e, um crossover elegante. Fomos ver o que vale o primeiro elétrico da marca japonesa!

Lexus
SUV
Lexus UX 300e Luxury +

Com uma enorme experiência em sistemas híbridos, a Lexus chega finalmente à mobilidade elétrica com este UX 300e.. Para este primeiro modelo elétrico da gama, a Lexus recorreu ao SUV compacto UX, lançado inicialmente com uma versão híbrida, o UX 250h. Este usa a plataforma GA-C, ao invés de assentar numa base totalmente nova. Já no início de 2023 será lançado o novo RZ, numa plataforma totalmente nova, desenvolvida para modelos elétricos.

Assim, o Lexus UX perdeu o motor quatro cilindros e o seu sistema híbrido em troca de uma bateria de 54,3 kW de capacidade. Esta é refrigerada a ar e alimenta um motor elétrico colocado na dianteira que debita 204 cv de potência.

Por fora e por dentro, a eletricidade não mudou (quase…) nada

Esteticamente a Lexus não operou grandes alterações neste UX 300e, aparte dos discretos logótipos “Electric” na lateral. Com 4,5 metros de comprimento, o UX 300e mantém as linhas angulosas da versão híbrida, bem como a assinatura luminosa LED.

Analogamente, também o interior não foi mexido nesta versão elétrica. Temos, aliás, muito pouca informação específica sobre a operação do sistema elétrico. Somente um gráfico sobre a regeneração, pois até o indicador de carga da bateria é igual ao do depósito de combustível, sem indicar a percentagem de carga da mesma.

Toda a eletrónica de bordo está abaixo do melhor que se faz no segmento. Não só pela simplicidade do grafismo da navegação e falta de opões de configuração, mas também pela utilização do já habitual “track pad” para controlar todo o sistema. Este mostra-se pouco intuitivo e distrativo de usar, ou seja, pouco prático. Felizmente as ligações Apple Car Play e Android Auto são de série. A Lexus tem consciência destas limitações pelo que no MY 2023 do UX o info-entretenimento será substituído por um sistema totalmente novo, de comando tátil.

Mais espaço era bem-vindo

Pub ADN energy MRec

Ainda no interior e apesar das dimensões em linha com o segmento dos pequenos SUV, o espaço nos lugares traseiros não é referencial. Os passageiros que aí viajam têm algumas limitações no espaço para os joelhos, bem como as pernas demasiado levantadas, em virtude da colocação da bateria na base do chassis. Assim, subir os bancos dianteiros acaba por ser uma grande ajuda para os passageiros do banco de trás colocarem os pés. Adicionalmente o ângulo de abertura das portas é pequeno, o que prejudica a acessibilidade.

Nos lugares dianteiros a situação é diametralmente oposta e é possível encontrar uma posição de condução confortável apesar da pouca amplitude de regulação do volante. A qualidade dos materiais no geral está em bom plano, e acima da média no segmento, como se exigia para um modelo que ostenta o logótipo da marca de luxo da Toyota. A montagem encontra-se em excelente nível e não existem ruídos parasitas.

Na consola central encontra-se o comando da caixa de velocidades e temos dois porta-copos, bem como um carregador wireless para smartphones. Existe um espaço de arrumação no apoio de braços e bolsas nas portas, relativamente estreitas. Nas portas traseiras não existem bolsas para arrumação, mas apenas entradas USB e saídas de ventilação. A bagageira tem 367 litros de capacidade, um valor até superior à versão híbrida que tem apesar de uma bateria mais pequena, tem de contar com espaço para o depósito de combustível.

CYBEX 22 banner Pub Portugal Zline

Em estrada, o refinamento sobressai

Passando para a estrada sobressai rapidamente a qualidade da condução do Lexus UX 300e. A suspensão tem uma afinação que privilegia o conforto, sem pancadas em zonas desniveladas ou de empedrado. O controlo dos movimentos da carroçaria é competente, e o isolamento sonoro está muito bem trabalhado, reforçado pela montagem de vidros duplos na dianteira. Mesmo em auto-estrada os ruídos aerodinâmicos são inexistentes. A calibração dos comandos é correta, com uma direção precisa, o que aliado ás dimensões compactas torna o Lexus UX 300e muito ágil em cidade.

Também pela positiva destaca-se a calibração do pedal do travão, com boa progressividade e doseamento. A regeneração de energia possui três níveis, comandados nas patilhas do volante, mas acabamos por usar mais o modo B na caixa de velocidades, especialmente em cidade e que não só favorece a regeneração como facilita a condução em cidade. Isto porque os modos selecionados através das patilhas não ficam memorizados durante a condução.

O Lexus UX 300e dispõe de três modos de condução, a saber: Eco, Normal e Sport. No Eco a resposta ao acelerador não fica demasiado comprometida pelo que se revela uma boa opção para deslocações em cidade e arredores. Com 204 cv de potência, o modo Sport do Lexus UX 300e acaba por ser pouco utilizado, pois a performance é suficiente numa utilização mais familiar, com o tradicional 0-100 km/h nos 7,5 segundos. A entrega de potência pode ser feita de forma mais imediata como se espera ao volante de um 100% elétrico.

No final das centenas de quilómetros que percorremos, terminamos o ensaio com uma média de 16,9 kWh/100 km, com algumas deslocações em AE mais penalizadoras dos consumos. Assim, a autonomia estimada é ligeiramente superior aos 300 km. A Lexus anuncia até 400 km em utilização urbana, o que naturalmente terá que exigir uma condução mais meticulosa fazendo uso da regeneração.

ev_station

Bateria & Carregamentos

A bateria de 54,3 kWh pode ser carregada em AC (corrente alterna) até 6,6 kWh e em DC (corrente contínua) até 50 kWh, um valor abaixo do segmento, até porque o Lexus UX 300e não tem sequer a tomada CCS2, apenas Type2. Mesmo assim, é possível carregar 80% da bateria em 50 minutos. Em casa, na melhor das hipóteses com um carregador como o que utilizamos da ADN Energy, uma carga a 6,6 kW demorará um pouco mais de oito horas para uma carga completa. Já numa tomada doméstica convencional (2,3 kW) serão necessárias quase 24 horas.

Lexus UX 300e 60

Muito, mas mesmo muito, equipamento!

A versão Luxury + do Lexus UX 300e situa-se no topo da gama, pelo que encontramos uma lista de equipamento extraordinariamente completa. Dela fazem parte a regulação elétrica dos bancos e da coluna de direção, o teto panorâmico ou as camaras 360º, com definição melhorável. Também os bancos aquecidos e ventilados fazem parte do equipamento e têm até um modo automático. Contamos ainda com bagageira elétrica. Nos equipamentos de segurança encontramos o cruise control com radar, o assistente de ângulo morto e o alerta de tráfego na traseira. Por fim uma nota para o head-up display e para o excelente sistema de som Mark Levinson.

Esta excelente lista de equipamento tem uma natural consequência no preço final do Lexus UX 300e, que atinge os 65 850€, um montante que, mesmo assim, não se pode considerar desajustado face à concorrência premium deste segmento. Ademais o Lexus UX 300e joga a cartada final com uma garantia, de sete anos para o automóvel, e 10 anos ou 1 milhão de quilómetros para a bateria.

Conclusão

Partindo de uma base conhecida o resultado é positivo e representa um bom primeiro esforço da marca japonesa, muito bem conseguido. Contudo não é exemplo em espaço interior, nem em velocidades de carregamento. A dotação de equipamento completa é um ponto a favor neste SUV de interior requintado, e bem adaptado a uma utilização urbana.

Ficha Técnica

Cilindrada

300 Nm

Binário Máximo

204 cv

Potência

Cilindrada

7,5 s

0-100 KM/H

160 km/h

Velocidade Máxima

Cilindrada
Cilindrada

65 850€

Base

65 850€

Ensaiado


Thumbs UpConforto, Condução, Equipamento, Refinamento. Insonorização

Thumbs DownEspaço, Velocidade de Carregamento, Info-entretenimento. Preço.