Conduzimos o BMW 545e. O BMW híbrido plug-in MAIS POTENTE de sempre!

O BMW 545e é capaz de performances ao nível da divisão desportiva M. Graças ao sistema híbrido, são 394 cv e 600 Nm de binário. Prontos?

BMW
Familiar
BMW 545e xDrive

Estivemos ao volante do BMW 545e, o BMW híbrido plug-in mais potente da construtora alemã. São 394 cv de potência combinada e 600 Nm de binário máximo que lhe valem uma aceleração de 4,7 segundos dos 0-100km/h e uma velocidade máxima de 250 km/h. Números que impressionam no papel, e ainda mais na vida real. Prontos? Apertem os cintos! Vamos a isso!

Nos últimos tempos são inúmeras as vertentes híbridas plug-in que tomam de assalto o mercado automóvel. Seja pelo imperativo de limitar as emissões ou simplesmente de forma a capacitar sistemas existentes e torná-los ainda mais eficientes e “performantes”. E seja qual for o caso, a realidade é que vieram para ficar – ou estarão apenas de passagem para um futuro 100% elétrico? Talvez seja melhor deixar essas questões para um outro artigo…

BMW 545e xDrive 280

Elegante e (ainda mais) desportivo

O BMW Série 5 Berlina recebeu novas atualizações em meados do ano passado que lhe garantiram um aspeto mais atualizado para fazer frente à concorrência. Mais apetrechado no campo da tecnologia e conectividade, mantém o aspeto visual tradicional de berlina executiva. Mesmo não sendo o mais irreverente dos alemães, mantém um aspeto de linhas vincadas, capot alongado e perfil desportivo.

Mas é graças à vasta lista de opcionais que esta unidade contabiliza que se evidencia o aspeto desportivo, como o Pack Desportivo M (4890€). Além da nota extra na presença exterior, marca pela exclusividade e look “à lá” BMW M. Mas não se fica por aqui. No exterior, conta ainda com jantes de liga-leve de 20″ (2090€), pintura Individual azul “Tanzanite” (2440€) que contrasta com as generosas pinças de travão M em vermelho. Temos ainda faróis Laserlight (2140€) e spoiler traseiro (270€). Em resumo, um BMW que enche o olho e salta à vista!

Com efeito, no interior mantém-se o mesmo figurino refinado e de qualidade superior. A lista de opcionais acaba por apetrechar o habitáculo, onde se destacam os bancos desportivos e multifuncionais M (2490€) aquecidos (430€) e com cintos de segurança M (330€), teto de abrir elétrico (1340€), painel de instrumentos em Sensatec (800€) e head-up display (1320€). Para quem não descura um grau de superioridade e tecnologia a bordo, é preparar a carteira de antemão. Como imaginam, a fatura final não é simpática! 💰💰

A bagageira passou a contabilizar 410 litros de capacidade (menos 120 litros que na versão térmica), ao passo que dispõe ainda de espaço reservado para pequenos objetos ou para os cabos de carregamento. Nos bancos traseiros, há espaço para dois ocupantes, sendo que um terceiro viajará mais prejudicado por um túnel central bastante saliente.

Tecnologia é ponto alto

Mesmo antes de nos sentarmos ao volante, há tempo para apreciar os detalhes que temos “em mãos” e que permitem abrir as portas do 545e. A chave, ainda que opcional (380€), dispõe de um pequeno display onde é possível consultar algumas informações. Da autonomia ao estado do motor, é aqui que extraímos alguns dados vitais do 545e. Para além disso, permite ligar ou agendar a climatização, algo que alguma concorrência também disponibiliza através de uma aplicação no smartphone. Desta forma, acaba por ser apenas uma graça “extra”.

BMW 545e xDrive 115

O painel de instrumentos Live Cockpit Professional de 12,3″ marca presença pela qualidade e facilidade de interação através do volante, complementado pelo head-up display projetado. Nesse aspeto, são ambos responsáveis por nos ajudar a manter os olhos na estrada, garantindo até a navegação em linha de vista. Contudo, o computador de bordo podia ser mais prático se mostrasse toda a informação de uma só vez, informação essa que é distinta para cada modo de condução. Porque será que em modo Sport não posso saber os consumos através do computador de bordo?

Por outro lado, o sistema de info-entretenimento iDrive 7.0 de 12,3″ é ele digno de nota positiva. Completo e de excelente resolução, permite interação facilitadas por ecrã tátil, comando na consola central e, ainda, por gestos (opcional 330€) e voz. São vários os menus, configurações e possibilidade de instalação de aplicações BMW, tal como num verdadeiro smartphone.

Se o painel de instrumentos nem sempre convence e não permite várias configurações, o sistema de info-entretenimento é fácil de operar, intuitivo e muito completo

O acesso a plataformas móveis está agora disponível com acesso sem-fios e é auxiliado por uma estação de carregamento por indução. E para quem não descura o acompanhar de uma viagem com boa música, está ainda disponível um sistema de som surround Harman/Kardon (1170€).

Ainda que o foco seja a forte componente digital, não existe nenhum comando digital a bordo do 545e. Todos os botões, incluindo a climatização, são feitos através de comandos físicos, que nos ajudam a interagir de uma forma facilitada. Até mesmo a interação com o sistema de info-entretenimento vai ao encontro de uma condução mais segura, sem que tenhamos de esticar o braço.

O melhor dos dois mundos…

No caso do BMW 545e a ideia de aplicar um sistema elétrico ao já existente bloco 3.0 l a gasolina (TwinPower Turbo de seis cilindros em linha) não é nova. Emprestado do “porta-estandarte” 745e, garante o mesmo intervalo de potência, embora apenas disponível na versão Berlina. O sistema é composto por um motor térmico que garante 268 cv e 450 Nm, a somar a um motor elétrico de 109 cv (80 kW) e 265 Nm, alimentado por uma bateria de iões de lítio de 12 kWh. No total, e combinando ambos, garante uma potência de 396 cv e 600 Nm de binário, resultando no BMW híbrido plug-in mais potente de sempre.

Mas não estamos perante uma simples berlina híbrida. É que quando a carga da bateria é positiva, fica difícil não despertar o 545e em modo Sport, que quase nos faz colar ao banco ao pisar o acelerador. Longe de ser um real membro da divisão desportiva M, o BMW 545e permite uma utilização polivalente deste conjunto motriz. Ora, por um lado, tanto nos leva dos 0-100km/h em 4,7 segundos, como por outro permite uma condução de “emissões zero”. Tudo com o simples apertar de um botão.

O BMW 545e já está equipado com o novo sistema da marca denominado de eDriveZones, permitindo circular nos centros urbanos sem emissões poluentes

Graças às eDriveZones, o BMW 545e permite uma gestão autónoma do sistema e alterna para o modo elétrico sempre que deteta a entrada numa zona de baixas emissões. Uma realidade cada vez mais patente nas grandes metrópoles europeias, que apenas permitem o acesso a veículos elétricos ou híbridos plug-in. Claro está, caso haja carga na bateria. Em Portugal, esta tecnologia já está disponível para as cidades de LisboaPorto e Braga, e foi na primeira que pudemos testar com sucesso o sistema.

Ao entrar dentro do perímetro da zona delineada no sistema como sendo uma eDriveZone, o nosso BMW 545e de imediato nos informou de tal, passando então para o modo Electric, ausente de emissões poluentes. Ao sair da eDriveZone, o processo é contrário. Após recebermos a informação, é automaticamente ativado o modo de condução que estava anteriormente selecionado. Contudo, esta é uma opção que pode estar desativada no sistema se assim for pretendido.

Mais “desportivo” do que “verde”

Estar ao volante do BMW 545e xDrive acaba por ser um desafio. Não que seja difícil de conduzir – muito pelo contrário. É desafiante no sentido em que na maior parte das vezes damos por nós a tentar tirar o melhor partido deste sistema híbrido e espremer as suas reais capacidades. Não só graças à potência máxima disponível, mas também numa gestão dos consumos e autonomia elétrica.

Por cada carga completa é possível fazer até 47 km, valor que se revela escasso sempre que abusamos do modo mais aguerrido (conhecido como Sport). Contudo, este 545e vem equipado de outros modos de condução que nos permitem gerir e capacitar o sistema híbrido de forma mais eficiente. O modo Electric, como o nome indica, permite forçar o sistema elétrico e viajar em modo “zero emissões”.

Alcançar os 50 km de autonomia elétrica, não é tarefa fácil, mas é possível!

No caso do modo Hybrid, permite usar previsão inteligente com base na navegação. O standard é o mais equilibrado e deixa o sistema de regeneração mais ajustado, enquanto que no Eco Pro tenta otimizar os valores de consumo, mas o sistema de regeneração acaba por não recuperar energia de forma eficiente – modo “à vela”. Caso a bateria comece a chegar a valores mais baixos, é possível garantir um valor de carga usando o modo “Battery Control”. Este apenas funciona recorrendo à caixa automática, estabelecendo um valor para carregar a bateria em viagem através do motor de combustão.

Contudo, e sem surpresa, o meu modo de condução de eleição é o Sport. Além de ficar mais responsivo, os bancos ajustam os apoios laterais automaticamente, de forma a segurar-nos em curva. A suspensão adaptativa (800€) acaba por fazer um excelente trabalho em manter uma postura de ataque, curva após curva. Já a tração integral xDrive, garante uma maior dinâmica em curva, tornando a condução bastante efetiva e responsiva. Para além disso, e como devem calcular, faz com que este 545e curve de uma forma quase… inacreditável!

BMW 545e xDrive 336

Sistemas de segurança avançados

Graças aos mais recentes sistemas de segurança ativa, o BMW 545e xDrive garante um controlo e previsão dos riscos externos. Sistemas como deteção de obstáculo no ângulo morto, travagem de emergência ou saídas em cruzamentos de visibilidade reduzida são apenas alguns daqueles que se revelam sempre e não mais que o necessário.

O auxílio ao estacionamento é também um extra, graças ao Assistente de Estacionamento Plus (670€). Este inclui o sistema Surround View com Top View, vista panorâmica, vista 3D, sensores de estacionamento ativos e o assistente de estacionamento e de marcha-atrás.

Consumos e carregamentos

Ainda que este seja o mais potente dos BMW híbridos plug-in, é também bastante eficiente, graças ao seu sistema elétrico. Contudo, a marca revela valores pouco acima de 2 l/100 km, o que está longe de ser uma realidade. No final do nosso contacto não conseguimos ir muito além dos 6,0 l/100 km. Um valor bastante bom para uma utilização diária, com viagens mais longas, e tendo em conta todo o conjunto. Afinal, não esqueçamos que estamos perante um bloco seis cilindros!

Contudo, para alcançar valores inferiores, seria necessário manter a carga de forma a capacitar o sistema elétrico para uso em viagem. Para carregar a totalidade da bateria numa tomada doméstica são necessárias cerca de 6h. Por dispor de um carregamento máximo de apenas 3,7 kW, num posto público ou no nosso carregador da ADNEnergy, o mínimo tempo possível são 3:30h.

Pelo contrário, usando apenas o motor de combustão sempre que a bateria termine, fará disparar os consumos bem além dos 12 l/100 km, revelando que o sistema elétrico não é apenas um apêndice, mas sim uma mais-valia grande para o BMW 545e.

Tudo tem o seu preço

A gama híbrida plug-in da BMW começa nos 61 670€ para o 520e, ou 65 970€ para o 530e. No entanto, o BMW 545e tem um preço inicial de 84 770€ aos quais, neste caso, acrescem cerca de 35 500€ de opcionais. Assim, o preço da unidade ensaiada são 120 254€. Isso! Cento e vinte mil, e duzentos e cinquenta e quatro euros!

BMW 545e xDrive 322

Conclusão

O BMW 545e xDrive não se mostra apenas como o BMW híbrido plug-in mais potente da marca alemã, como também bastante eficiente nas suas prestações. Juntar o melhor dos dois mundos (motor térmico de 6 cilindros e motor elétrico) dotou-o de bastante potência, refinamento e prestações que só são alcançados graças a este sistema híbrido bastante polivalente. De condução refinada e bastante precisa, vence pelos atributos extra na tecnologia, qualidade e equipamento, sem esquecer a sua vertente familiar. Tudo isto, desde que a carteira acompanhe o desejo.

Ficha Técnica

Cilindrada

2998 cm3

Cilindrada

600 Nm

Binário Máximo

396 cv

Potência

Cilindrada

4,7 s

0-100 KM/H

250 km/h

Velocidade Máxima

Cilindrada

2,2 l/100 km

Combinado

6,0 l/100 km

Registado

51 g/km

Emissões CO2

Cilindrada

84 500€

Base

120 254€

Ensaiado


Thumbs UpConsumo. Prestações. Qualidade de construção.

Thumbs DownPreço. Capacidade da bagageira.