Ford vai cortar postos de trabalho na Europa devido à eletrificação

O objetivo da Ford é criar uma nova estrutura de negócio que se vai focar nos elétricos e abandonar os segmentos de baixo volume e rentabilidade.

A Ford vai cortar postos de trabalho na Europa em face de nova reestruturação. Vai criar uma nova estrutura de negócio no Velho Continente que se vai focar nos modelos 100% elétricos e abandonar os segmentos de baixo volume e rentabilidade. Serão até 3200 empregos que vão ser suprimidos a maior parte deles na Alemanha, o que vem confirmar aquilo que há algum tempo vem sendo dito por alguns: a mobilidade 100% elétrica vai ter um custo social.

A Ford está a planear mudar o seu negócio atual para comércio, apenas, de veículos 100% elétricos. Para isso terá de suprimir cerca de 3200 empregos, maioritariamente na Alemanha, em Colónia. A Ford vai cortar postos de trabalho na Europa e transferir para os Estados Unidos da América muito do que é o desenvolvimento de produto.

FORD ELETRIFICACAO COLONIA

Ford antecipou novo modelo 100% elétrico feito em parceria com a VW 

A Ford antecipou novo modelo 100% elétrico da divisão Ford Model e pela mão de Martin Sander, o homem que comanda o braço europeu.

Ler mais

Ford vai cortar postos de trabalho…

Tudo devido à nova unidade de negócio que a Ford vai criar para a sua operação europeia. E nessa nova forma de estar deste lado do lago, a casa da oval azul vai abandonar os segmentos de baixo volume (como os citadinos, utilitários e compactos). Tudo na busca, uma vez mais, de tornar a divisão europeia rentável. Para piorar a situação, a Tesla lançou uma verdadeira guerra de preços que aumentou a pressão sobre os outros “players” do mercado, os custos são cada vez maiores para produzir modelos elétricos e a economia europeia está a passar por um período menos bom.

Contas feitas, serão 2500 postos de trabalho no departamento de desenvolvimento de produto e 700 na área administrativa. Convirá lembrar que em Colónia trabalham 14 mil pessoas, entre elas 3800 no desenvolvimento de produto em Merkenich, arredores de Colónia.

…e investir 2 mil milhões de euros na fábrica de Colónia

Pub ADN energy MRec

Paralelamente, a Ford vai investir cerca de 2 mil milhões de euros em Colónia para converter a fábrica alemã numa produtora de veículos 100% elétricos. No caso serão os dois modelos que serão feitos com base na plataforma MEB do grupo VW. Desaparecerá o Fiesta e em 2025 acabará o Focus.

A gama de produtos da casa da oval azul será totalmente elétrica em 2030 e a gama comercial será 100% elétrica ou com modelos híbridos Plug-In até à mesma data, ou seja, 2030.

Os despedimentos incidem na parte tecnológica, pois a Ford precisará de menos engenharia por usar a plataforma já conhecida da Volkswagen. Como a Ford está a preparar uma plataforma sua nos EUA, o braço europeu não precisa de um departamento de engenharia tão grande.