F1 GP Emilia Romagna: Max Verstappen domina da luz à bandeira

O GP Emilia Romagna foi um passeio da Red Bull. Após a vitória na corrida Sprint, Max Verstappen cilindrou a concorrência.

O GP Emilia Romagna foi um passeio da Red Bull pelo parque de Imola. Após a vitória na corrida Sprint, batendo no corpo a corpo Charles Leclerc, Max Verstappen cilindrou a concorrência dominando da luz à bandeira. Fez a “pole position”, liderou todas as voltas, reclamou a volta mais rápida e fez o pleno de pontos no GP Emilia Romagna. Leclerc perdeu um terceiro lugar que estava “no bolso” porque quis apanhar Sergio Perez com um Ferrari, estranhamente, inferior ao Red Bull. Beneficiou Lando Norris que recolheu um saboroso pódio.

Max Verstappen recolheu tudo o que havia disponível em Imola. Fez o seu 4º “Hat Trick” (“pole position”, volta mais rápida e vitória) o segundo “Grand Chelem” (“pole position”, volta mais rápida, liderou todas as voltas e ganhou a prova) e rubricou a 22ª vitória da carreira.

F1 IMOLA 14 1

Para a Red Bull foi a 18º dobradinha – que já não acontecia desde o GP da Malásia com Ricciardo e Verstappen – e um salto de gigante na classificação de pilotos e construtores. Max Verstappen é, agora, o segundo, a 27 pontos de Charles Leclerc e a Red Bull passou pela Mercedes, estando a 11 pontos da Ferrari. Enfim, foi um fim de semana perfeito! Mas, como é que isso aconteceu?

GP Emilia Romana com piso misto

A corrida foi considerada uma “Wet Race”, ou corrida molhada e na “pole position” estava Max Verstappen. O piloto da Red Bull ganhou a corrida Sprint – foi o primeiro Grande Prémio neste formato em 2022 – depois de uma luta intensa com Charles Leclerc. Uma vitória arrancada com a ajuda dos pneus Pirelli, menos agredidos no Red Bull que no Ferrari. Ficava dado o mote para o que vinha a seguir.

Um conjunto de nuvens carregadas de chuva abriram as comportas dos céus sobre Imola. E na hora da partida, todos tiveram de usar os pneus intermédios da Pirelli. 

Partida que, ao contrário do que sucedeu na corrida Sprint, correu muito bem a Max Verstappen. O neerlandês saiu disparado enquanto Charles Leclerc ficou nos blocos e acabou passado por Sergio Perez e por Lando Norris.

F1 IMOLA1

Atrás destes, um desentendimento entre Daniel Ricciardo (McLaren Mercedes) e Carlos Sainz (Ferrari) levou a um toque do primeiro no segundo com o espanhol a acabar preso na escapatória e fora de prova pela segunda vez consecutiva.

O “Safety Car” entrou em pista e na frente ficaram os dois Red Bull e o Ferrari de Leclerc, depois de passar, facilmente, por Land Norris.

F1 IMOLA 4

Ferrari com dificuldades

Os “tifosi” estavam um pouco por todo o lado e quando Leclerc chegou perto de Perez, entusiasmaram-se. Mas rapidamente perceberam que não era o dia dos rapazes de Mattia Binotto. E nem quando a pista secou e os pilotos foram às boxes montar pneus para piso seco. 

A Ferrari ainda tentou alguns truques para “enganar” Perez: anteciparam a paragem nas boxes do monegasco, mas a Red Bull respondeu imediatamente. Perez parou e também colocou pneus macios nos RB18. E Verstappen “explicou” que o Red Bull era superior e fez a volta mais rápida, reclamando o ponto de bónus. Ou seja, o neerlandês não deixou nada para ninguém!

F1 IMOLA 5

Leclerc deita fora um pódio no GP Emilia Romagna

Frustrado com a impotência revelada pelo Ferrari, Charles Leclerc decidiu fazer “all in” no ataque a Sergio Perez a nove voltas do final. E acabou por errar na Variante Alta ao acertar nos corretores, levantar voo e fazer um pião.

A sorte de campeão protegeu o monegasco, pois, onde saiu poderia ter deixado o Ferrari abraçado ao muro e saiu dali com a asa da frente partida. Veio às boxes, trocou pneus e o nariz do carro e ainda foi a tempo de recuperar até ao sexto lugar. Mas ao invés de 15 pontos no bolso, deixou cair sete e marcou apernas oito.

Com tudo isto, Lando Norris herdou um saboroso pódio que estava, totalmente, fora dos seus objetivos.

F1 IMOLA 8

Mercedes bem com Russell, mal com Hamilton

“Lewis, tenho de te pedir desculpa por teres de pilotar este carro. Mas vamos trabalhar forte e vamos sair deste buraco.” Palavras de Toto Wolff que traduzem o que foi a corrida de Lewis Hamilton. Enquanto Russell conseguiu ficar nos dez primeiros e terminou em quinto – depois de se ter defendido de um Valtteri Bottas que estava mais rápido com o Alfa Romeo Ferrari – o sete vezes campeão do Mundo ficou num negro 14º lugar. 

F1 IMOLA 9´

Apanhado num comboio de DRS, nunca conseguiu ter a oportunidade de passar por Pierre Gasly (Alpha Tauri) que, por sua vez, não conseguiu passar Alex Albon (Williams). Fora dos pontos, era um Lewis Hamilton desanimado que abandonou o seu carrasco, o Mercedes W13.

F1 IMOLA 15

Dentro dos pontos ficaram Valtteri Bottas – que conseguiu colocar a Alfa Romeo no quinto lugar dos construtores – na frente de Charles Leclerc e Yuki Tsunoda. O japonês não teve hipótese de lutar com o Ferrari do monegasco, mas fez uma extraordinária corrida coroada com o sétimo lugar.

F1 IMOLA 7

Aplauso para a corrida de Sebastian Vettel. Levou um Aston Martin, que melhorou alguma coisa face ao arranque da temporada, aos pontos pela primeira vez. E teve a companhia de Lance Stroll no décimo posto, ensanduichando o Haas de Magnussen, uma vez mais, nos pontos.

Com este resultado, a Aston Martin entregou a “lanterna vermelha” à Williams e nos pilotos, Vettel já está à frente de Fernando Alonso. O francês voltou a não se feliz numa prova onde a Alpine esteve muitos furos abaixo do esperado.

F1 IMOLA 16

GP Emilia Romagna relança campeonato

Evidentemente que nem a Red Bull passou a ser a maior candidata ao título, nem a Ferrari ficou condenada a perdê-lo. É verdade que a superioridade foi por demais evidente e que a mossa na moral da Ferrari é efetiva.

A casa de Milton Keynes marcou 58 pontos – falhou o máximo de 60 pontos porque Perez foi terceiro na corrida Sprint – ao passo que a Ferrari embolsou, apenas, 20 pontos. Contas feitas, Verstappen está, agora, a 27 pontos de Charles Leclerc, enquanto nos construtores a diferença caiu para 11 pontos, agora entre a Ferrari e a Red Bull.

A próxima prova do Campeonato do Mundo de Fórmula 1 será realizada o Grande Prémio de Miami, nos Estados Unidos da América, no dia 8 de maio.

Classificação final

  1. Max Verstappen (Red Bull RB18/Red Bull), 63 voltas em 1h32m07,986s;
  2. Sergio Perez (Red Bull RB18/Red Bull), a 16,527s;
  3. Lando Norris (McLaren MCL36/Mercedes), a 34,834s;
  4. George Russell (Mercedes W13), a 42,506s;
  5. Valtteri Bottas (Alfa Romeo C42/Ferrari), a 43,181s;
  6. Charles Leclerc (Ferrari F1-75), a 56,072s;
  7. Yuki Tsunoda (Alpha Tauri AT03/Red Bull), a 1m01,110s;
  8. Sebastian Vettel (Aston Martin AMR22/Mercedes), a 1m10,892s;
  9. Kevin Magnussen (Haas VF22/Ferrari), a 1m15,260s;
  10. Lance Stroll (Aston Amrtin AMR22/Mercedes), a 1 volta;

Campeonato do Mundo de Pilotos

  1. Charles Leclerc, 86 pontos;
  2. Max Verstappen, 50 pts;
  3. Sergio Perez, 54 pts;
  4. Georges Russell, 49 pts;
  5. Carlos Sainz, 38 pts;

Campeonato de Construtores

  1. Ferrari, 124 pontos;
  2. Red Bull, 113 pts;
  3. Mercedes, 77 pts;
  4. McLaren Mercedes, 77 pts;
  5. Alfa Romeo Ferrari, 25 pts.
close

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!