Volkswagen lança o Multivan, o descendente do “Pão de Forma”

Uma motorização híbrida Plug-In, três níveis de equipamento e uma série especial de lançamento para o novo “Pão de forma” que chega já em 2022.

A Volkswagen criou um Multivan totalmente novo para que o futuro do modelo herdeiro do “Pão de forma” possa conhecer um futuro. Por isso mesmo, oferece uma motorização híbrida Plug-In com 218 cv e dois motores a gasolina com 136 e 204 cv, chegando mais tarde os blocos a gasóleo. O modelo terá três níveis de equipamento – Multivan, Life e Style – a que se junta uma série especial de lançamento Energetic. Chega a Portugal já no início de 2022.

A plataforma MQB oferece mais espaço em comprimento e largura, sendo o Multivan mais sustentável, confortável, seguro, inteligente e conectado. A VW reforçou a qualidade e optou por não evoluir o Multivan de um veículo de carga, mas por fazer um carro totalmente novo que não terá versão comercial.

A Multivan pretende ser a “pão de forma” do século XXI, adaptada às necessidades atuais

Versatilidade é prioridade

Sendo um monovolume, o Multivan tem um interior mais versátil e pensado para ser uma útil e eficaz evolução face aos anteriores monovolumes da Volkswagen. Por isso, todos os bancos são individuais e deslizantes sobre calhas nas 2ª e 3ª filas, ajustando-se ao conforto de cada um.

Por outro lado, a versatilidade está presente com novas calhas no piso que permitem que a mesa/consola central, possa deslocar-se e ser colocada entre qualquer uma das três filas de bancos.

A versão Plug-In foi criada com o objetivo de permitir que em cidade o Multivan possa circular em modo elétrico. A variante PHEV do Multivan arranca sempre que possível em modo “e-mode”, com a carga da bateria a responsabilizar-se pelo avanço do veículo. Para os carregamentos, a VW oferece várias soluções através da Moon.

Surpreendentemente, a outra novidade do Multivan é a utilização, exclusiva, da caixa de velocidades automática DSG. O modelo inclui, pela primeira vez, a possibilidade de condução autónoma graças ao sistema IQ.Drive Travel Assist. 

Naturalmente, muito espaço!

O Volkswagen Multivan tem uma volumetria até 4053 litros (uma bagageira com 469 litros de base), o que para além da possibilidade de transportar sete pessoas e a sua bagagem. E com uma capacidade de reboque de 2000 kg, é fácil o Multivan rebocar um barco, por exemplo. Com os sete lugares são 469 litros, com cinco lugares ficam 1844 litros e até ao teto temos impressionantes 3672 litros.

A versão PHEV utiliza o motor TSI a gasolina com 218 cv, uma bateria de 13 kWh e oferece uma autonomia de 50 km segundo o protocolo WLTP. O sistema está pensado para que o motor térmico, enquanto haja carga na bateria, só entre em ação a partir dos 140 km/h. A autonomia combinada é de 700 km. Os consumos são de 1,5 a 1,6 l/100 km e de 14,5 a 14,6 kWh/100 km.

A bateria da Multivan e-hybrid pode ser carregada em cinco horas numa tomada de 220 volts/2,3 kW, mas com uma ficha de 360 volts e 3,6 kW, o tempo de carregamento desce para 3h40m.

Ademais, o depósito de combustível, que nesta versão tem 45 litros, foi especificamente adaptado para o Multivan eHybrid. Uma vez que o veículo com um sistema de acionamento híbrido plug-in é por vezes conduzido por longos períodos utilizando apenas a unidade elétrica, o vapor de combustível não pode ser regularmente queimado, ao contrário de um veículo com um motor de combustão interna convencional.

Assim, o Multivan eHybrid está equipado com um depósito de pressão para que, durante o funcionamento da alimentação elétrica, os vapores de combustível que ocorram possam ser temporariamente armazenados. Assim que a EEI volta a funcionar, estes gases temporariamente armazenados são introduzidos no processo de combustão.

volkswagen multivan ehybrid energetic 14

Volkswagen alarga oferta híbrida Plug-in ao Tiguan e ao Arteon

A Volkswagen lança em Portugal mais duas propostas híbridas plug-in, o Tiguan e o Arteon, mais um passo na eletrificação de toda a sua gama.

Ler mais

Mais motorizações para o novo Multivan

Os outros motores são dois blocos a gasolina com 136 e 204 cv, e um TDI com 150 cv que vai surgir mais tarde. O bloco com 136 cv tem 1.5 litros de cilindrada, uma velocidade máxima de 182 km/h e um consumo de 6,6 a 6,7 l/100 km. Este motor tem um alternador de eficiência média que ajuda a reduzir emissões. Tem, também, sistema de desativação de dois cilindros e um turbo de geometria variável, além do ciclo Miller.

O bloco mais potente com 204 cv, é um 2.0 litros com quatro cilindros da geração Evo4. Chega aos 200 km/h e tem um consumo médio entre 7,6 e 7,7 l/100 km. Tem, também, ciclo Miller, desativação de cilindros e turbo de geometria variável. Todos os motores cumprem as normas Euro6d ISC FCM. A caixa DSG é de seis velocidades no motor menos potente, de sete velocidades nas outras versões.

O Multivan tem 4973 mm de comprimento (mais 69 mm), 1941 mm de largura e 1903 mm (menos 43 mm) de altura. Tem uma distância entre eixos de 3124 mm (mais 124 mm) e mais tarde vai chegar uma variante alongada com 5173 mm de comprimento. Esta versão alongada tem 763, 2171 e 4005 litros de capacidade com 7, 5 e 2 lugares.

Por fim, pode ser equipado com um teto panorâmico com um vidro laminado que reduz a radiação térmica em 44%. Na frente, a área transparente tem 913 mm de largura e 403 mm de comprimento; acima da segunda fileira de assentos, essa visão clara tem entre 900 e 910 mm de largura e uns amplos 1284 mm de comprimento.

close

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!