Dakar 2021. Escape Livre e Mário Patrão de fora

O Dakar 2021 não contará com a presença de Mário Patrão, devido a lesão. Também o Escape Livre não estará presente ainda devido à pandemia.

A fratura do fémur esquerdo impede Mário Patrão de alinhar, pela sexta vez, no “Dakar” e de tentar melhorar o 13.º lugar, alcançado em 2016, a que juntou a vitória na classe Marathon. Para além deste, outros portugueses ficam desta vez afastados do Dakar 2021. Entre eles o grupo de aventureiros do Clube Escape Livre que desde há dois anos consecutivos marca presença nesta que é conhecida como a mais dura prova do mundo.

Conformado, o piloto de Seia não esconde que: “É triste ficar de fora, depois de um ano de preparação, ter tudo pronto para o iniciar, e ter de o seguir à distância. Fiz tudo o que era possível para recuperar desta lesão, mas não foi suficiente, e só me resta torcer para que tudo corra da melhor maneira possível aos que vão estar à partida. Vou continuar a recuperação até ficar a 100%”.

Pilotos Portugueses

Face à ausência de Mário Patrão, o lote de pilotos portugueses nas duas rodas integra Rui Gonçalves (Sherco) e Alexandre Azinhais (KTM), que fazem a estreia na prova. Joaquim Rodrigues (Hero), presente pela quinta vez e apostado em melhorar o 10.º lugar alcançado em 2017, ano de estreia. Também o luso-alemão Sebastian Buhler (Hero), presente pela terceira vez, depois de ter sido 20.º (3.º rookie) em 2017, ano de estreia e de ter abandonado o ano passado.

Àqueles que vão estar na pista no Dakar 2021 é preciso juntar Ruben Faria, um dos responsáveis da Honda, que não ganhava desde 1989. Assim, pôs fim a 18 anos de vitórias da KTM, com o americano Ricky Barbec (Honda) apostado em repetir o triunfo do ano passado, face a uma numerosa concorrência, encabeçada pelo chileno Pablo Quintanilla (Husqvarna), o australiano Toby Price (KTM), que partilharam o pódio com o americano

Em ação neste Dakar 2021 vão estar 108 motos, 21 Quads, 67 carros e 45 SSV e 42 camiões. Números inferiores aos registados o ano passado, como consequência da pandemia, que chegou a colocar em causa a realização da prova, que irá funcionar em “bolha” desde a partida da Europa para o local da competição.

Portugal representado também nos automóveis

A presença portuguesa no Dakar 2021 estende-se aos automóveis. Desde logo a dupla Ricardo Porém/Jorge Monteiro (Borgward BX7 Evo) e o navegador Filipe Palmeiro, companheiro do lituano Benediktas Vanagas (Toyota Hilux). Nos camiões, com Nuno Fojo, navegador do espanhol Alberto Herrero (MAN), e José Martins (Iveco), que será acompanhado pelos franceses Jean-François Cazeres (navegador) e Jérôme Naquart. Já nos SSV estarão presentes as duplas Rui Miguel Carneiro/Filipe Serra (MPP) e Lourenço Rosa/Joaquim Dias (Can-Am).

Nos automóveis, a luta promete, tal como no ano passado, ser intensa, com o espanhol Carlos Sainz (John Cooper Works Buggy) a ter a responsabilidade de defender a vitória alcançada na edição anterior, face a uma numerosa concorrência encabeçada pelo qatari Nasser Al-Attiyah (Toyota Hilux), os franceses Stéphane Peterhansel (John Cooper Works Buggy), vencedor por 14 vezes (sete em moto e outras tantas em automóveis, e Sébastien Loeb (Hunter TBC) e o seu compatriota Nani Roma (Hunter TBC).

Nos “pesos-pesados” a luta pela vitória deverá ser travada entre os russos Andrey Karginov (Kamaz) e Anton Shibalov (Kamaz).

Dakar 2021

O arranque acontecerá no dia 2 de janeiro, em Jeddah, onde os sobreviventes regressarão no dia 15. No final terão percorrido 7 765 km. Destes, 4 778 km divididos por um prólogo e 12 Setores Seletivos, o maior com 511 km a acontecer no penúltimo dia da competição.

Recorde-se ainda que a última edição do Dakar, em 2020, ficou marcada pela trágica morte de Paulo Gonçalves ao km 276 da 7ª etapa, entre Riade e Wadi-al Dawasir.

Escape Livre no Dakar

DAKAR ESCAPE LIVRE 2

A situação vivida este ano impediu também o Escape Livre de levar aqueles que aderiram ao seu desafio ao Dakar, o que sucederia pela quarta vez consecutiva.

Os que aceitaram as propostas do Escape Livre puderam estar presentes nas duas últimas edições efetuadas na América do Sul, que estiveram centralizadas no Peru e, em 2020, foram à estreia da prova na Arábia Saudita, tendo sido os primeiros portugueses a obter o visto, o que aconteceu em outubro de 2019.

Logo que as condições o proporcionarem, o Escape Livre espera relançar o seu desafio e levar mais alguns portugueses até à Arábia Saudita.

Até lá, é possível recordar em imagens três anos de Escape Livre no Dakar!

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!

close

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!

Leaderboard autopromoção Escape Livre