Skyactiv-X – O premiado motor “Diesel” movido a gasolina

Skyactiv-X, o novo grupo propulsor da Mazda, surge como um “reinventar da roda”, num mundo cada vez mais eletrificado. Será esta a solução ideal?

A Mazda não se poupou a esforços e investiu na criação de um motor de combustão revolucionário, que se posiciona como o “reinventar da roda”. O novo Skyactiv-X alia tecnologia de ponta num sistema avançado que explora os benefícios da ignição por compressão dos motor Diesel. Isto num bloco 2.0 litros a gasolina, que torna ainda mais eficiente a utilização da mistura de ar/gasolina, traduzindo-se em menos emissões poluentes

O melhor de “dois mundos”

O objetivo é claro! Conseguir com este Skyactiv-X, unir o melhor do motor Diesel, consumos e resposta, com o que de melhor há nos blocos a gasolina, performance e rotações do motor.

Quase como um “casamento” entre o Skyactiv-D (bloco Diesel) e o Skyactiv-G (bloco gasolina), o Skyactiv-X permite combinar a performance de rotações de um motor a gasolina, com a economia, resposta e binário de um bloco Diesel combinando, assim, o melhor dos dois mundos.

O sistema “SPCCI”Spark Controlled Compression Ignition (ou em português, Ignição por Compressão Controlada por Faísca), permite que o motor alterne, sem que seja perceptível, entre a ignição por faísca convencional e a combustão através de ignição por compressão, recorrendo a uma faísca para despoletar ambos os processos de combustão.

Mazda 3 SkyactiveX 106

Uma mistura extremamente pobre de combustível e ar é comprimida a uma pressão extremamente elevada e, de seguida, uma faísca inflama uma quantidade muito pequena e densa de combustível, o que aumenta ainda mais o calor e a pressão no cilindro. Essa mistura faz com que o combustível restante se inflame sob pressão (como num motor Diesel). O combustível queima mais rápida e completamente para poder obter um melhor desempenho e menos emissões do que com um motor convencional.

É este o futuro?

A Mazda concorda que o futuro passa (também) pela eletrificação, mas até lá ainda há um grande caminho a percorrer. Os motores térmicos são ainda o elemento-chave para conseguir um bom compromisso a curto e médio prazo.

Até se encontrar uma “normalidade” na mobilidade 100% elétrica – que poderá levar alguns anos -, cabe aos veículos de combustão interna serem cada vez mais eficientes e ecológicos. E é com esta filosofia que a Mazda procura encontrar esse balanço, na busca incessante pelo motor (eficientemente) perfeito.

Revolucionário ou não, certo é que o bloco Skyactiv-X da Mazda já foi reconhecido e premiado por diversas vezes. A última aconteceu na gala Autobest no passado dia 13 de fevereiro, onde o motor da Mazda foi reconhecido com o prémio “Technobest 2019”.

Autobest2020 Skyactiv X Mazda

“É com satisfação que recebemos este prémio do júri da Autobest pelo desenvolvimento técnico mais inovador do ano de 2019. Enfatizamos repetidamente que, em nossa opinião, a otimização dos motores de combustão ainda não está completa. Com a tecnologia Skyactiv-X, alcançamos um marco decisivo que nos leva a um grande passo em frente,na busca contínua pelo motor de combustão ideal”.

Yasuhiro Aoyama – Presidente & CEO da Mazda Motor Europe

O novo motor Skyactiv-X da Mazda iniciou comercialização no verão de 2019, estreando-se no novo Mazda3. Com 180 cv e 224 Nm de binário, o Mazda3 equipado com este novo bloco anuncia emissões de CO2 de apenas 96 g/km e um consumo de 4.3 l/100 km. O Skyactiv-X está também equipado com a tecnologia 24V mild-hybrid da Mazda, ajudando na redução dos consumos e das emissões poluentes.

Foi precisamente com o Mazda3, mas versão CS (sedan) que tivemos o primeiro contacto com o bloco Skyactiv-X para perceber as diferenças e verdadeiras vantagens na sua utilização.

Mazda3 Skyactiv-X – Uma (r)evolução!?

O Mazda 3 Sedan Skyactiv-X apresenta-se mais elegante, moderno, e traz consigo um novo grupo propulsor que promete “o melhor de dois mundos”.

Read more