Kia com ‘alma’ renovada e sem combustão

A aposta da Kia em soluções eletrificadas não é novidade mas a marca trouxe novidades a Genebra, como o e-Soul ou o novo Niro, para além do concept Imagine.

A Kia é mais uma marca a apostar na redução de emissões e nos motores híbridos e elétricos. Em Genebra, apresentou os seus novos e-Soul, Niro e Imagine by Kia.

Uma das novidades da marca foi a nova geração do Soul, agora denominado Kia e-Soul, um veículo que na sua terceira geração abandona os motores a combustão. No mercado europeu vão estar disponíveis, já no primeiro trimestre de 2019, duas versões com autonomias e potências diferentes à semelhança do seu conterrâneo Hyundai Kauai Electric.

A versão base do Kia e-Soul, a Standard Range, conta com uma bateria de 39,2 kWh de capacidade, e oferece 136 cv de potência, 395 Nm de binário e autonomia de 277 km. Já a versão Long Range dispõe de uma bateria de 64 kWh de capacidade, 204 cv de potência, 395 Nm de binário e 452 km de autonomia. Ambas as baterias podem ser carregadas de 20 a 80% de capacidade em 42 minutos com carregador rápido de 100 kW. A tomada de carga encontra-se na frente do carro.

O modelo crossover urbano aposta novamente num design jovem e futurista, com 4,195 metros de comprimento, mais 55 mm que a geração anterior. Recebeu novos faróis full-LED frontais, novas cores e interiores, em pele sintética ou natural.

O novo UVO CONNECT

O e-Soul é o primeiro Kia na Europa com o UVO Connect, sistema que liga o ecrã de 10.25 polegadas no centro do painel de controle aos smartphones. Através de um cartão SIM, atualiza dados durante a viagem, informações de trânsito, previsões meteorológicas, pontos turísticos e detalhes de sobre estacionamento e pontos de carregamento. O sistema disponibiliza a UVO App, aplicação para smartphones que facilita dados de diagnóstico sobre o carro e sobre as viagens. Contem também funções remotas como programar rotas, ligar o aquecimento dos bancos ou indicar a carga da bateria.

O ecrã de 10,25 polegadas tátil possui Bluetooth multi conexão, ou seja, permite conetcar dois dispositivos móveis ao mesmo tempo. O ecrã pode ser dividido em duas zonas. Enquanto o condutor usa informações úteis e de navegação, os passageiros podem selecionar músicas ou verificar a previsão do tempo. Um ecrã de 7 polegadas TFT-LCD complementa o sistema e exibe as informações essenciais para o condutor.

Niro agora é híbrido e híbrido plug-in

Outra novidade foi o renovado Kia Niro, nas versões Hybrid e Hybrid Plug-in. O Niro já vendeu mais de 270 mil unidades, 100 mil delas na Europa, desde a primeira geração, em 2016. É o modelo crossover eletrificado e de baixas emissões de maior sucesso, para o qual contribuiu a versão elétrica no final de 2018.

O modelo está agora mais inspirado no e-Niro e recebe um exterior redesenhado, com novos para-choques e luzes LED, e novas cores e novas jantes.

No interior, surgem novos materiais e travão de mão elétrico. Em opção ao sistema de info-entretenimento de 8 polegadas e ao painel de 4.2 polegadas, pode receber, tal como o e-Soul, o novo ecrã de 10,25 polegadas e o painel de instrumentos de 7 polegadas. Ambos híbrido e híbrido plug-in estão equipados com caixa automática de seis velocidades de dupla embraiagem com comandos no volante.

O Niro híbrido é alimentado por um motor 1.6 litros GDi a gasolina e uma bateria de 1.56 kWh, e o híbrido plug-in conta com a bateria de 8.9 kWh. As emissões de CO2 são de 99.8 g/km para o híbrido e de 31.3 g/km para o modelo plug-in, que consegue percorrer 65 km só em modo elétrico.

Ainda não são conhecidos os preços do e-Soul e do Niro. No entanto, o primeiro deverá chegar ao mercado nas próximas semanas e o segundo durante o segundo trimestre de 2019.

Imagine by Kia

A marca apresentou ainda um protótipo totalmente elétrico, o Imagine. O modelo é uma fusão futurista de vários segmentos: trata-se de um sedan coupé com elementos estilísticos de crossovers e SUV. As linhas simples e alongadas do modelo contrastam com a atenção aos detalhes das grandes rodas e jantes. O modelo adiciona um teto em vidro e na iluminação e aposta em luzes LED.

No interior sobressaem os bancos invulgares e finos e em frente ao condutor estão 21 ecrãs móveis de alta resolução. Segundo a marca, representam uma forma humorística de ver a atual disputa, entre alguns fabricantes, por oferecer o maior ecrã do mercado.

A Kia denota claramente a aposta no design, mas ficam por conhecer a potência dos motores elétricos, a autonomia e o tempo de recarga. A versão de produção poderá chegar em 2021.

Prevíamos também conhecer em Genebra a versão SUV da gama Ceed, o Xceed, mas ainda não foi desta…

Siga-nos no Instagram e acompanhe as outras novidades do Salão de Genebra