Volvo V60 T6 Recharge – SEIS PECADOS num só automóvel!

A Volvo V60 T6 Recharge é mais uma proposta eletrificada da marca, que promete boas prestações, aliadas a um menor consumo. São 340 cv, 590 Nm e tração integral. Preparados?

Volvo
Plug-in Hybrid
Volvo V60 T6 Recharge Inscription

Dos sete conhecidos pecados mortais, pelo menos seis estão reunidos nesta Volvo V60! Deixo ao vosso critério, ou querem algumas dicas? Tudo o que tem origem na Escandinávia tende a ser genuinamente bom. Não só no capítulo do design como também no rigor e qualidade de construção. E a Volvo V60 Recharge não é exceção.

A marcar a minha estreia ao volante de uma carrinha sueca, nada melhor que esta Volvo V60 T6 Recharge Inscription. Um nome grande e pomposo para referir que estamos perante mais uma proposta híbrida plug-in (PHEV) da Volvo, no nível mais completo de equipamento.

A elegância e o rigor a que a Volvo nos tem habituado em cada modelo vão muito para além daquilo que os olhos almejam. Não falando apenas no campo da estética, o rigor nos materiais e a qualidade de construção vão sendo aprimorados a cada geração, criando “quase” que peças de design intemporais para vaidade de cada proprietário.

As linhas que marcam a atual geração de modelos do construtor, mas em particular as carrinhas como esta V60, reúnem unanimidade quanto à sua beleza. De tal forma que é fácil encontrar alguém boquiaberto a galar a elegante silhueta desta sueca. Será inveja? Ou pura contemplação?

Interior marcado pelo detalhe

Mas antes de mais nada, comecemos pelo interior. Em cada traço, a identidade “Volvo” reina pelo minimalismo e atenção ao detalhe, sem que nada seja deixado ao acaso. À primeira vista, a simplicidade é impressa num habitáculo meticulosamente bem trabalhado, onde os acabamentos em couro “maroon brown contrastam com o restante tom escuro. Da mesma forma, no tablier, a madeira “zebrano” conjuga de forma exemplar com o tom do restante interior, marcando os contornos até à consola central.

A “escultura” em vidro que compõe o seletor de velocidades, pretende demonstrar o orgulho sueco e o cuidado aplicado em cada recanto.

Posteriormente, ao centro da consola da Volvo V60 T6, encontramos um seletor de caixa bastante peculiar e que marca pela sua singularidade. O seletor em vidro é produzido manualmente pela Orrefors em processo artesanal em Kosta, na Suécia, e demonstra mais uma vez o ambiente cuidado e premium a bordo.

O conforto a bordo é aprimorado pelos bancos em couro, de ajuste elétrico e com memória (492€), e as quotas não deixam a desejar. Tanto nos bancos dianteiros como traseiros é possível viajar comodamente sem que a fadiga nos faça companhia, muito por culpa do conforto dos mesmos, que chegam a causar preguiça para sairmos do interior da V60.

Criticável é apenas a volumetria do túnel da transmissão nesta versão Recharge, que dificulta o posicionamento das pernas no banco central traseiro. Já na bagageira é possível contar com 529 litros de capacidade, incluindo um segundo piso onde é possível guardar pequenos objetos ou, neste caso, os cabos de carregamento.

Digitalização em favor da simplicidade

No que toca à tecnologia, a Volvo V60 não perde, mas também não ganha à concorrência. Digo isto porque apesar do painel de instrumentos e sistema de info-entretenimento 100% digitais, o primeiro acusa alguma necessidade de atualização. À frente do condutor, o cockpit digital é bastante minimalista, mas peca por ser pouco intuitivo no que diz respeito ao computador de bordo. Já em termos de customização e legibilidade, torna-se um pouco mais confuso quando queremos tirar partido da sua total envergadura.

O sistema de info-entretenimento está disposto verticalmente no tablier. Mantém o mesmo estilo minimal e as funções estão dispersas em três menus navegáveis horizontalmente. O acesso a Apple CarPlay e Android Auto é feito através do mesmo, ainda que não utilize o espaço total.

Já por culpa da simplicidade e minimalismo, os comandos da climatização passaram também para o ecrã. Ainda assim, e após alguma habituação, é possível entender que a génese de todo este sistema se baseia na simplicidade, refletindo-se na composição estética do habitáculo.

Ainda que esta versão não disponha do mesmo sistema de som que a Volvo V90 T6 Recharge antes ensaiada, a qualidade está presente com o sistema “Premium Sound Audio by Harman Kardon“. Além das 14 colunas hi-fi, inclui ainda um subwoofer ventilado, que permite experiência de som surround de alta-fidelidade. Sem dúvida um “must-have” para os melómanos.

Prestações (muito) interessantes

O nome “Recharge” indica que estamos perante uma versão híbrida plug-in, sendo que existem duas na gama do construtor, T6 e T8. Duas propostas da longa lista de veículos PHEV atualmente em comercialização no nosso país. Mas se isso faria antever que esta proposta caminha para uma vertente mais ecológica, os números finais revelam outros propósitos.

Sobre o eixo dianteiro desta versão T6 está o motor 2.0 l turbo a gasolina de 253 cv e 350 Nm. Já no eixo traseiro conta com um sistema elétrico de 87 cv e 240 Nm, alimentado por uma bateria de 11,6 kWh. Combinados, resultam em 340 cv de potência e 590 Nm de binário, para além da tração integral, catapultando a V60 T6 Recharge dos 0-100 km/h em apenas 5,4 segundos.

O grupo propulsor da Volvo V60 T6, além de bastante solícito sempre que exigido, tem um comportamento exímio, onde o sistema AWD e a suspensão acabam por dar uma boa ajuda e permitem um comportamento dinâmico q.b. Talvez o único ponto menos positivo a notar é a ausência de comandos de caixa no volante (vulgo “patilhas”), que permitam comandar a caixa de velocidades automática de oito relações “Geartronic”. Seria a “cereja no topo do bolo”!

Graças ao sistema Driver Assist (opcional, 1796€), a Volvo V60 torna a condução tanto em trânsito como em autoestrada menos tediosa. Esta tecnologia ajuda a manter uma distância definida em relação ao automóvel da frente, adaptando a sua velocidade e mantém a V60 ao centro da via. Ainda que requeira a atenção do condutor, mostrou-se um sistema bastante avançado e que permite otimizar o controlo, conforto e conveniência ao volante da V60.

Volvo V90. CONFORTO e SEGURANÇA. Que mais podemos pedir?

A Volvo V90, independentemente da versão, é um dos melhores e mais seguros automóveis em que podemos viajar.

Read more

Vários carros num só…

Até aqui ainda me questiono se quem procura uma V60 Recharge o fará pela vertente económica (consumos) ou pelas suas prestações. Ambas são válidas, apenas convém ter em conta que quando (ab)usarmos (d)a bateria podemos ter alguns “dissabores”. Segundo a marca, é possível viajar até 54 km (WLTP) de modo totalmente elétrico, que equivalerá a consumos na ordem dos 1,8 l/100 km.

No entanto, e uma vez sem o apoio da bateria, a V60 é mais gulosa do que o expectável. A gula aumenta os consumos para bem próximo dos 8,0 l/100 km. É possível recorrer ao motor a combustão para carregar a bateria em andamento, mas tal refletir-se-á num consumo ainda mais elevado. Por outro lado, também é possível reservar a carga da bateria para uso posterior, através da opção “Hold”.

Ou seja, para os mais avarentos, o ideal mesmo é manter a bateria carregada sempre que possível. Dessa forma é possível poupar muitos litros de combustível e, consequentemente, muito dinheiro na carteira.

Conforme a necessidade e a vontade, é possível tirar ainda mais partido da V60 Recharge através dos modos de condução, que são acionáveis através de um comando da consola central. É possível dar primazia à bateria no modo elétrico, usar o modo híbrido, ou até mesmo optar por uma condução com a tração às quatro rodas.

De sonho, mas não para qualquer carteira

Esta unidade da Volvo V60 T6 Recharge tem um preço base de 60 143€. A saber, e para além dos opcionais acima referidos, a unidade ensaiada conta ainda Navi Tech & Park Assist (1316€), teto de vidro (1568€), fecho de segurança elétrico das portas (98€) e purificador de ar (277€). Para além disso, inclui ainda a pintura metalizada “Birch light” (923€) e jantes de 19″ (584€).

Tudo somado, o valor final eleva-se para 67 197€. É o preço a pagar por tamanha luxúria automóvel, mas que se coaduna com o espaço onde decorreu esta sessão fotográfica, o Royal Óbidos SPA & Golf Resort. Ainda que este possa obrigar a algumas contas na hora de optar para particulares, para empresas esta pode ser uma excelente opção para quem procura um híbrido plug-in, tendo em conta os benefícios fiscais. Garantidas estão viagens com todo o conforto e, acima de tudo, segurança!

Conclusão

Muito semelhante à Volvo V90 Recharge ensaiada anteriormente, a V60 Recharge apresenta-se como uma versão "mais acessível" e que em nada difere na qualidade e acabamentos. O conforto e qualidade fazem-se pagar, mas o resultado é uma carrinha que promete prestações e dinâmica em estrada acima da média. Os 340 cv e 590 Nm fazem-se sentir sempre que solicitados, ainda que os consumos sejam penalizados sempre que nos falta carga na bateria.

Ficha Técnica

Cilindrada

1969 cm3

Cilindrada

590 Nm

Binário Máximo

340 cv

Potência

Cilindrada

5,4 s

0-100 KM/H

180 km/h

Velocidade Máxima

Cilindrada

2,0 l/100 km

Combinado

7,6 l/100 km

Registado

46 g/km

Emissões CO2

Cilindrada

60 143€

Base

67 197€

Ensaiado


Thumbs UpQualidade dos materiais. Equipamento. Motor.

Thumbs DownGestão da bateria. Opcionais.