Testámos o VW ID.4! Um tiro certeiro, ou longe do(s) alvo(s)?

O VW ID.4 é a maior proposta elétrica da Volkswagen, e tenta conciliar as qualidades de um familiar com a eficiência de um elétrico. Será?

Volkswagen
SUV
VW ID.4 Pro Performance 77 kWh

Depois de termos ensaiado o primeiro modelo 100% elétrico da nova ofensiva de veículos elétricos da Volkswagen, foi com alguma expectativa que ensaiámos este Volkswagen ID.4, o SUV elétrico de aptidões familiares rival do EQA, do Kia E-Niro e do mais recente Skoda Enyaq, entre outros. O VW ID.4 foi o nosso companheiro na edição 2021 do ENVE, o Encontro Nacional de Veículos Elétricos, organizado pela UVE.

Com as vendas de veículos elétricos a crescer na Europa, a oferta de modelos familiares com emissões zero tem vindo também a aumentar. O Volkswagen ID.4 é um dos mais recentes modelos no mercado, e nós pusemo-lo à prova. Foi aliás com ele que protagonizámos o último comparativo, um artigo que podes ler na íntegra na Escape Livre Magazine Nº80.

Investindo numa nova fábrica em Zwickau e numa nova plataforma exclusivamente destinada aos elétricos, a MEB, a Volkswagen tem no ID.4 uma importante peça para manter a sua posição no mercado europeu e mundial. Nesta versão com uma bateria de 77 kWh, o modelo da VW anuncia uma autonomia de cerca de 500 km, mas será capaz de a garantir? Foi o que apurei na nossa deslocação para o ENVE.

ID.4 – O novo SUV elétrico da Volkswagen já chegou e já tem preços!

Depois do ID.3, a Volkswagen reforça a sua aposta elétrica com o SUV ID.4. Já disponível em Portugal fica a saber quanto custa e quais as versões disponíveis neste artigo!

Ler mais

Familiar inegável

Pub ADN energy MRec

O VW ID.4 faz valer o seu comprimento de 4,584 m para oferecer um habitáculo muito espaçoso. Tanto na dianteira como na traseira o ID.4 tem espaço “para dar e vender”, capaz de ser o herói de uma família na hora de querer levar tudo e mais alguma coisa de viagem, onde se destaca a bagageira com 543 litros de capacidade com um útil fundo falso para guardar objetos e um revestimento a alcatifa que agrada.

Também ao nível da versatilidade o VW ID.4 está bem apetrechado. Encontrarmos tomadas USB-C na traseira e vários espaços de arrumação. Nos lugares traseiros existem ainda comandos para a climatização. Contudo, relativamente aos materiais do interior, estes estão bem abaixo daquilo a que estamos habituados na marca e no segmento, proliferando plásticos duros. Da mesma forma a montagem não ajuda, ouvindo-se já vários ruídos parasitas em mau piso.

Motorização capaz

Com uma bateria de 77 kWh, o VW ID.4 anuncia mais de 500 km de autonomia mas ao volante depressa colocamos algumas dúvidas devido aos consumos que verificamos no computador de bordo. Em auto-estrada, a uma velocidade constante de 120 km/h, os consumos ficaram-se pelos 21 kWh/100 km.

Já em cidade, onde a condução agrada e as generosas dimensões não se fazem sentir devido a uma boa agilidade e uma pronta resposta ao acelerador, os consumos não tendem a baixar. A direção é precisa o que lhe confere também não só a tal agilidade, como também um bom comportamento com o rolamento da carroçaria bem controlado face às suas dimensões. As enormes jantes de 21” dão aderência e não prejudicam o conforto, mérito para a opcional suspensão adaptativa DCC que aumenta o valor da fatura final.

O VW ID.4 tem muito espaço e revela um bom comportamento dinâmico apesar das suas dimensões

Na travagem o trabalho por parte da Volkswagen também ainda tem margem para algumas melhorias. Não na eficácia, mas na sensibilidade do pedal para que as desacelerações não terminem com travagens mais bruscas devido à pouca eficácia na primeira abordagem.

No que diz respeito a carregamentos, o VW ID.4 permite carregamentos a 11 kW em AC, e carregamento DC até 125 kW, o que estando a par com a concorrência não é referencial.

Tecnologia a bordo

Na gama do VW ID.4 os opcionais fazem-se pagar nas várias versões disponíveis. Para ter um automóvel igual ao ensaiado, é necessário escolher o equipamento Max, no qual podemos contar com os bancos desportivos elétricos em Alcântara, as câmaras 360º e o tejadilho panorâmico. Os bancos do VW ID.4 são uma ajuda na boa posição de condução.

Ainda no interior podemos encontrar muita tecnologia, da qual destacamos o Head-up Display. Todavia a execução deixa a desejar, pois o info-entretenimento é confuso de usar e relativamente lento. Por outro lado, o display em frente ao volante está mal aproveitado. Não tem informações básicas como a percentagem da bateria ou o consumo, e somos sempre obrigados a usar o labiríntico sistema principal. Para além disso, este também não tem um ecrã que forneça esta informação toda numa só vista. Outra falha é o facto dos comandos tácteis da temperatura e do volume não serem iluminados, o que já havíamos criticado no VW ID.3.

Importância da eficiência

Durante os dias que passámos ao volante do VW ID.4, e ao longo das várias centenas de quilómetros que percorremos, os consumos estiveram sempre longe de valores que permitam “acreditar” na autonomia anunciada pela marca. Em auto-estrada descer dos 20 kWh/100 km é uma utopia, e na cidade ficam pouco abaixo desse valor. A comprová-lo está a média com que terminámos o nosso ensaio, 21,9 kWh/100 km. Desta forma, o VW ID.4 não consegue fazer valer a boa capacidade da bateria (77kWh). É muito difícil alcançar os valores anunciados de cerca de 500 km, pelo contrário. Com a média final deste ensaio, “apenas” 350 km seriam possíveis de fazer com uma carga. Semelhantemente ao que também encontrámos no ID.3, aqui a regeneração é feita de forma automática com informações da navegação e do tráfego em redor. Contudo, existe também o comum modo “B” para ajudar.

Preços e versões

O VW ID.4 com bateria de 77 kWh custa, base, 46 642 € mas para termos um equipamento similar ao do seu competidor é necessário ir para a versão Business, por 50 548 €. Contudo, o ID.4 deste ensaio, na versão Max, tem um valor de 58 785 €. Esta edição 1st, disponível no lançamento, já não está disponível.

Conclusão

A Volkswagen não vai ter vida fácil no segmento elétrico do mercado europeu. O ID.4 deixa facilmente ao de cima alguns equívocos de execução, apesar das inegáveis qualidades no que diz respeito a espaço, conforto, e boa agilidade apesar das suas dimensões. Há alguns detalhes a resolver ao nível da tecnologia, e a qualidade de materiais também é passível de melhoria. Contudo, é um dos elétricos com melhores aptidões de familiar.

Ficha Técnica

Cilindrada

310 Nm

Binário Máximo

204 cv

Potência

Cilindrada

8,5 s

0-100 KM/H

160 km/h

Velocidade Máxima

Cilindrada

15,4 kWh/100 km

Combinado

21,9 kWh/100 km

Registado

Cilindrada

46 642€

Base

56 695€

Ensaiado