Kia XCeed – A aposta certa?

A Kia voltou a surpreender com o novo XCeed. Um produto com identidade própria num segmento repleto de opções. Será esta uma aposta certa para vencer?

Kia
C-SUV
Kia XCeed 1.0 T-GDi 120

A marca coreana arriscou e jogou bem os seus trunfos, apostando num segmento que ainda continua em crescimento. Num mercado repleto de SUV’s, crossovers e outros derivados, a Kia decidiu lançar o primeiro “CUV” (Crossover Utility Vehicle) e apresentou ao mundo o Kia XCeed. Com uma silhueta “musculada” e desportiva a puxar para o coupé, o XCeed pretende cativar um público mais jovem, não descurando o espaço e a tecnologia a bordo.

Tivemos a oportunidade de testar anteriormente a versão 1.4 T-GDi de 140 cv aquando da apresentação do modelo em Portugal, e desta vez foi a versão de entrada que esteve sob teste, equipado com o motor 1.0 T-GDi de três cilindros, com 120 cv e 172 Nm (menos um cilindro, 355 cc, 20 cv, e 70 Nm que a versão 1.4 T-GDi). O Kia XCeed desde logo se destaca pelo seu desenho encorpado e distinto, à semelhança do que a Kia nos tem habituado ao lançar outros modelos, como o Kia Proceed.

Tecnologia e qualidade

O espaço a bordo envolve bem o condutor e os ocupantes, e o destaque vai desde logo para um cockpit bem desenhado e fluido, com materiais que lhe dão um toque premium, culminando num ecrã tátil de 10,25” com excelente definição e de fácil utilização. O acesso ao Apple CarPlay e Android Auto são também uma primazia que torna a experiência a bordo do XCeed ainda mais rica, em conjunto com um sistema de som bastante nítido e afinado.

O quadrante 100% digital e de 12,3” é também uma novidade e dá ao XCeed um toque extra de sofisticação. É aqui que muita da informação passa, e onde as ajudas à condução tomam forma – do aviso de atenção do condutor, assistência à manutenção na faixa de rodagem ou assistência à prevenção de colisões frontais, para nomear apenas alguns – tudo sem se tornar intrusivo ou causar distrações ao condutor.

Kia Proceed. A outra opção!

A Kia Proceed é a outra proposta no segmento das Shooting Brake. Para além de um preço competitivo, aposta no design e no espaço a bordo com muito equipamento.

Read more

A ventilação é bi-zona e os comandos são de fácil acesso, com mostradores digitais de temperatura e botões físicos – um ponto a favor, quando outros construtores preferem “esconder” estes comandos no ecrã tátil, a KIA mantém um acesso rápido e fácil à climatização. Um pouco mais abaixo encontramos uma zona de carregamentos por indução (sem fios), que permite carregar um telemóvel compatível. Mais abaixo e num compartimento escondido tem ainda o acesso a duas portas USB e uma tomada de 12V que permite o carregamento de outros dispositivos ou a ligação ao sistema de info-entretenimento.

Espaço para dar e vender

Ainda que o tejadilho tenha adotado uma silhueta mais baixa, nos bancos traseiros é possível transportar três passageiros de estatura média. A ausência de um túnel central demasiado proeminente permite ganhar um pouco de espaço no lugar central, e onde ainda contamos com duas saídas de climatização.

Um outro grande ponto a favor do Kia XCeed, é a capacidade da bagageira, uma das maiores do segmento, e que conta com uma capacidade de 426 litros (mais 31 litros do que um Ceed de cinco portas). Nela encontramos um alçapão que permite nivelar o piso com os bancos traseiros, caso rebatidos. É por baixo deste que encontramos ainda algo que já deixou de ser uma prática noutros modelos e marcas, a presença de uma roda suplente ao invés do kit de reparação anti-furo. A abertura do portão traseiro é elétrica e pode ser acionada através do botão de abertura, pela chave inteligente ou por um botão no interior do carro, perto do volante. Possui ainda um sistema automático sem mãos, que ao contrário da concorrência que funciona por movimento do pé por baixo da zona inferior, este basta uma deslocação à zona traseira com paragem de alguns segundos para que o XCeed nos abra o portão da bagageira.

XCeed pede mais motor

A experiência ao volante do novo Kia XCeed 1.0 l deu para perceber que não estamos perante a melhor opção de motor para este modelo, e talvez por isso não seja esta a versão mais vendida, mas sim o 1.4 l que ensaiamos durante a apresentação. Isto porque o pequeno e bem espremido motor tricilíndrico de 998 cm3 e 120 cv, ainda que bastante dinâmico e “geniquento” – graças ao turbo que o equipa -, por vezes torna-se um pouco ruidoso, especialmente entre as 2000 e as 3000 rpm. Parte disso advém da insonorização, que por vezes deixava passar algum desse ruído para o interior, como também algum ruído proveniente do rolamento em estrada. É um motor capaz para o XCeed, mas não é aquele que permite tirar mais partido do bom chassis e da boa afinação de suspensão do modelo. O frequente recurso à caixa de velocidades manual, a única disponível com este motor, acaba por proporcionar uma condução pouco relaxada e revelar consumos mais elevados.

KIA XCeed 198

Ainda assim, as prestações e dinâmica em estrada permitiram facilmente esquecer esses detalhes e focarmo-nos mais na experiência de condução. A caixa é muito precisa e direta, e é sinal do investimento da Kia em tornar a experiência ao volante do XCeed ainda mais prazerosa.

No entanto, e como referido, o recurso excessivo da caixa de velocidades quando queremos imprimir andamento acaba por fazer disparar os consumos. Ainda que em estrada sejam possíveis os valores de 6,4 l/100 km anunciados, é também possível registar valores de 8,0 l/100 km. Naturalmente que a condução maioritariamente em cidade, e no “pára-arranca” acabou por sacrificar um pouco os números finais.

Em breve será lançada a nova versão mild-hybrid e que poderá colmatar o pequeno senão de qualquer uma das versões atuais a gasolina que numa condução mais expedita podem revelar consumos menos agradáveis. Será mais um bom motivo para o Kia XCeed ser a aposta certa? A ver vamos….

A Kia fez diferente! Kia XCeed, o CUV coreano!

O Kia XCeed já chegou com preços a começar nos 21 990 €. Nós já o conduzimos e gostamos da estratégia do construtor para o 4º modelo da gama Ceed.

Read more

KIA XCeed 128

Conclusão

O Kia XCeed acaba por se diferenciar de várias outras propostas através de um design que lhe atribui uma identidade própria. Moderno, tecnologicamente bem desenvolvido, muito equipado, e com muito espaço é um produto diferenciador. Provavelmente a melhor opção para quem procura um XCeed para o dia-a-dia e pronto para qualquer situação será optar pela versão 1.4 T-GDi de 140 cv que acaba por trazer algum benefício face ao investimento. Ainda assim, esta versão 1.0 T-GDi é capaz e tem no seu preço o seu ponto forte, apresentando razões mais que suficientes para ser uma escolha consciente para fazer face aos tempos modernos.

Ficha Técnica

Cilindrada

998 cm3

Cilindrada

172 Nm

Binário Máximo

120 cv

Potência

Cilindrada

11,3 s

0-100 KM/H

186 km/h

Velocidade Máxima

Cilindrada

6,4 l/100 km

Combinado

8,0 l/100 km

Registado

146 g/km

Emissões CO2

Cilindrada

21 990€

Base

24 920€

Ensaiado


Thumbs UpDesign, equipamento, qualidade.

Thumbs DownConsumos, ruído do motor a frio.