Hyundai Kauai Hybrid. Será mesmo a escolha mais racional ?

O Hyundai Kauai tem mais uma opção de motorização. Desta vez fomos testar o que vale a nova versão Hybrid com 141 cv. Será a melhor escolha da gama?

Hyundai
B-SUV Híbrido
Hyundai Kauai Hybrid Premium Navi

Para compor a oferta da Hyundai no segmento B, onde pontua o i20, a marca coreana incluiu na sua gama um B-SUV, o Kauai. Posicionado numa fatia de mercado em grande crescimento na Europa e utilizando um chassis específico, o Kauai, tal como tem sido habitual nas ultimas realizações do grupo, tem gamas de motores e sistemas de propulsão muito abrangentes. Assim, encontramos motores a gasolina, gasóleo, híbrido e 100% elétrico, bem como opções de tração dianteira ou integral. É para todos os gostos!

Em ensaio está a versão híbrida do modelo coreano, que combina um motor 1.6 litros a gasolina GDI com um motor elétrico de 43,5 cv alimentado por uma bateria de 1,56 kW/h. O conjunto de ambas as unidades motrizes é gerido por uma caixa automática de dupla embraiagem com seis velocidades e debita 141 cv e 256 Nm de binário. A aceleração dos 0-100 km/h atinge-se em 11,2 segundos e a velocidade máxima é de 160 km/h.

A cor da unidade ensaiada destaca ainda mais as linhas irreverentes e distintas do Hyundai Kauai, com pormenores que lhe conferem identidade. É o caso dos dois grupos óticos distintos, tanto na frente como na traseira, cavas das rodas pronunciadas, grelha frontal de generosas dimensões, e diversos pormenores que interrompem a continuidade das linhas do modelo.

Inteligência artificial ?

O sistema híbrido não permite forçar deslocações em modo puramente elétrico, mas certo é que várias são as vezes em que damos conta de estarmos a rolar apenas com o motor elétrico em ação. A função híbrida existe para apoiar o motor a gasolina no arranque mas também durante o seu funcionamento, sempre que existe uma desaceleração, ou em descidas. Nesta situação, recebemos mesmo uma mensagem de alerta para retirar o pé direito do acelerador e deixar o modo “Coasting” entrar em ação. Tudo isto é possível devido ao Sistema Eco-Driving (Eco-Das) que permite melhorar a eficiência no consumo de combustível através destas informações, denominadas de ‘Coasting Guide’. Informam o condutor quando deve desacelerar (em função do percurso) aumentando o nível de regeneração.

Quando é definido um percurso no sistema de navegação, o sistema de gestão da energia analisa a rota e usa os dados topográficos para definir a combinação ideal de energia da bateria para o motor elétrico e de combustível para o motor de combustão. Depois, o tal guia de condução regenerativa (Coasting Guide) informa o condutor quando a situação de condução que se aproxima permite desaceleração. O resultado é confirmado pelos reduzidos consumos, mesmo em ambiente urbano.

Suavidade na estrada

Em utilização citadina o Hyundai Kauai Hybrid leva-se com facilidade, o sistema é suave e a ajuda elétrica nota-se logo no arranque. A caixa tem algumas hesitações quando pedimos uma resposta mais célere, mas não compromete. Nesta aplicação do conjunto híbrido que já conhecemos do Kia Niro ou do Hyundai Ioniq não existem modos de condução além do “ECO” que surge pré-definido e do “Sport” accionado através da colocação da caixa de velocidades em modo manual, seja no comando da mesma, ou nas patilhas no volante. Este modo faz aumentar o ruído de funcionamento no habitáculo e torna o acelerador mais sensível, mas sem real vantagem, ainda que a eficácia e bom acerto do chassis seja nota dominante.

O pedal de travão tem um toque esponjoso e que requer habituação, típico quando estamos perante sistemas híbridos, devido ao aproveitamento da energia da travagem, um ponto passível de melhoria.

A direcção é leve o que auxilia a condução em perímetro urbano, onde a nota geral de suavidade é apenas beliscada em zonas de mau piso devido às jantes de 18″ com pneus de perfil 45 desta unidade. Ainda assim, o Kauai Hybrid está longe de ser desconfortável.

Em estradas que exigem maior condução o Hyundai Kauai Hybrid cumpre com facilidade e segurança aquilo que se espera de um pequeno B-SUV familiar. Aqui, destaca-se novamente o bom chassis e acerto de suspensão. Seguro e estável sem ser divertido.

Consumos como se quer

Com o apoio da electricidade e do aproveitamento da energia das travagens e desacelerações os consumos verificados são realmente fáceis de atingir, ficando-se pelos 5,5 l/100 km numa utilização mista durante todo o nosso ensaio. Com algum trânsito os valores podem até baixar um pouco, em virtude da intervenção da bateria ser maior, sendo que o inverso acontece em auto-estrada. Os reduzidos consumos acabam por colmatar o facto de o depósito de combustível contar apenas com 38 l de capacidade, não prejudicando a autonomia.

No interior não encontramos alterações para os restantes modelos da gama Kauai relativamente ao espaço. Os materiais são totalmente duros, mas a montagem está acima da média. Existem vários espaços de arrumação de boa dimensão, tanto nas portas, como na consola central. O espaço para os ocupantes é bom, sem deslumbrar. Atrás, destaca-se a ausência de túnel central como ponto positivo, e a ausência de apoio de braços como ponto negativo. A posição de condução mais alta é boa e fácil de encontrar, em virtude dos múltiplos ajustes possíveis. A bagageira mantém-se nos 361 l de capacidade dado que a bateria foi colocada debaixo do banco traseiro. Aqui ainda contamos com vários níveis e um fundo dividido em vários compartimentos.

Muito equipamento de série

Disponível apenas com o nível de equipamento Premium, o Hyundai Kauai Hybrid tem uma lista de equipamento de série onde quase nada falta. Itens como a câmara traseira com sensores de estacionamento, o cruise control adaptativo, o acesso sem chave, o assistente de manutenção na faixa, as jantes de desenho específico e o sistema de som fornecido pela Krell, tudo é de série neste Kauai, configurado com o pack interior vemelho que lhe atribui vários items no interior nesta cor. A outra opção é em tons de verde com o pack “Lime”.

Destaque ainda para a montagem do mais recente info-entretenimento da Hyundai. Com um ecrã de 10,25″ de excelente definição e que inclui navegação e múltiplos menus relativos ao funcionamento do sistema híbrido. As conexões Apple Carplay e Android Auto também não foram esquecidas e fazem parte do equipamento de série.

Concorrência interna

Disponível por 31 340 €, o Hyundai Kauai Hybrid proporciona mais uma opção dentro da gama, marcada pela suavidade e pelos bons consumos. No entanto, um dos seus concorrentes surge “dentro de casa”. A versão 1.0 T-GDI cumpre perfeitamente numa utilização citadina e custa menos 8 000 €, apesar dos consumos serem superiores em 2,5 l/100 km. É preciso, sem dúvida alguma, fazer bem as contas…

Conclusão

Reforçando a gama Kauai com mais uma motorização, esta versão híbrida entrega a suavidade e os consumos que se esperam da conjugação entre o motor a combustão e o elétrico. Beneficiando de um equipamento muito completo, é um facto que o Hyundai Kauai é um bom produto no segmento B-SUV. É preciso é fazer bem as contas para ver se as mais valias a nível de consumos desta versão híbrida justificam a diferença de preço.

Ficha Técnica

Cilindrada

1580 cm3

Cilindrada

265 Nm

Binário Máximo

141 cv

Potência

Cilindrada

11,6 s

0-100 KM/H

160 km/h

Velocidade Máxima

Cilindrada

5,4 l/100 km

Combinado

5,5 l/100 km

Registado

122 g/km

Emissões CO2

Cilindrada

29 200€

Base

31 340€

Ensaiado


Thumbs UpConsumos, Equipamento de série.

Thumbs DownPreço.