Testámos o Ford Focus Ecoboost MHEV de 155cv. A escolha mais (eco)lógica!

O Ford Focus recebe a versão de 155 cv do motor Ecoboost Mild Hybrid. Será que temos um “mini-ST”? A resposta em mais um ensaio Escape Livre.

Ford
Familiar Mild-hybrid
Ford Focus ST-Line X 1.0 Ecoboost MHEV 155 cv 5p

Com a concorrência a lançar modelos novos no segmento dos pequenos familiares, e com as normas de CO2 a impactarem cada vez mais as gamas, torna-se necessário que os fabricantes refresquem os seus produtos em intervalos cada vez mais curtos. Foi precisamente o que a Ford fez com o Focus, introduzindo os motores Ecoboost com tecnologia Mild-Hybrid.

Disponível com 125 ou 155 cv, o nosso ensaio recaiu sobre a versão mais potente com esta solução. Não é a primeira vez que contactamos com este motor, pois já ficamos bem impressionados com ele durante o contacto com o Ford Puma.

Ford Puma. Apenas e só… o melhor do segmento!?

Com uma presença “apagada” no segmento B-SUV a Ford lançou o Puma para conquistar o seu lugar no mercado. É caso para dizer que, chegou, viu e venceu!

Read more

MHEV para mais motor!

Pub Fernandes Auto mrec ford focus

Desse modo, e para debitar 155 cv e 190 Nm de binário, o motor 1.0 l de três cilindros recebe um turbo maior. Assim, e conjugado com um motor elétrico de 12 kW alimentado por uma bateria de 48v, entrega 20 Nm em overboost até um máximo de 50 Nm. Esta ajuda elétrica compensa o atraso de resposta do turbo, afinado para dar o seu melhor em regimes altos.

Estes 155 cv não tornam o Ford Focus Ecoboost num desportivo nem nada que se assemelhe, como deixam evidentes os 9,2s de 0-100 km/h e os 211 km/h de velocidade máxima. Para esse efeito, só mesmo o Ford Focus ST, um desportivo excelente mas que não recorre a qualquer tipo de eletrificação.

Ford Focus ST – Surpreendentemente EXTRAORDINÁRIO!

De um momento para o outro, o Ford Focus ST passou da variante meia apimentada para a versão mais picante disponível na atual geração Focus.

Read more

Contudo, num automóvel unanimemente reconhecido pelo seu bom comportamento, os 155 cv permitem explorar um pouco mais as qualidades do seu chassis. Com uma direção bem calibrada, o Focus é ágil a entrar em curva, sendo que o trabalho dos técnicos da marca americana vem ao de cima em estradas mais retorcidas. Nestas, acabamos por carregar mais velocidade para dentro da curva e conseguir ajustar a trajetória do carro utilizando o acelerador.

Apesar disso, a caixa manual de seis velocidades deste Focus MHEV, tem um pedal um tanto pesado e um escalonamento longo a privilegiar os consumos. A posição do comando obriga a esticar demasiado o braço para colocar as mudanças ímpares. Todavia a posição de condução tem ajustes amplos e o volante em pele, também ele aqui com costuras a vermelho, tem excelente pega.

Referência na dinâmica

Neste tipo de andamentos o modo “Desporto” é obrigatório pois este proporciona mais travão-motor e o binário máximo disponível em overboost. A resposta ao acelerador é, deste modo, melhorada. Em resumo, um comportamento bastante mais envolvente e agradável do que é norma no segmento, à disposição de quem o valorize. Com algum trânsito de cidade e sem grandes preocupações de consumos terminamos o nosso teste com 7 l/100 km de média geral. Valores bastante comedidos para o tipo de andamentos que este Ford Focus permite.

Comum a toda a gama Focus está um automóvel que não sendo referência no espaço e conforto, cumpre as obrigações familiares sem críticas a apontar. Nos lugares traseiros damos pela falta de ligações USB, mas os passageiros podem contar com níveis de habitabilidade razoáveis. Face à concorrência é aquele que, mesmo transportando a família, consegue um sorriso do condutor sempre que a estrada é mais contorcida.

Para além disso, o nível de sistemas de segurança também já elevado. A assistência à pré-colisão, com travagem ativa e deteção de peões e ciclistas, bem como a travagem pós colisão e a assistência à manutenção da faixa são de série. Contudo, o opcional pack “Driver Plus” no valor de 407€ acrescenta ainda o sistema de reconhecimento de sinais de trânsito, os faróis máximos automáticos, o sistema de deteção de obstáculos e o controlo automático de velocidade adaptativo.

No interior, alterações de detalhe

Relativamente aos restantes conteúdos do Ford Focus não há alterações substanciais. O nível de equipamento ST-Line X continua a ser um dos mais completos, acrescentando um visual mais desportivo. Com guarda-lamas distintos, jantes de 18″ (407€) e este azul “Desert Island” que podemos ver nas fotos, ganha um visual atrativo, pelo menos para aqueles que se foram cruzando connosco durante mais este ensaio. Só aqui no nosso site, nos últimos dois anos, já são mais de 150 ensaios…

Também no interior abunda a decoração específica do ST-Line, com pespontos vermelhos no interior, bem como no volante e comando da caixa. Os bancos têm mais apoio lateral e há regulação elétrica para o do condutor (661€). O info-entretenimento tem um grafismo pouco detalhado mas os menus são fáceis de usar, no entanto, Apple Carplay e Android Auto são de série. Os comandos da climatização estão colocados à parte, o que é uma virtude. Em estreia na gama Ford Focus temos o novo painel de manómetros digital, com computador de bordo completo e boa legibilidade.

A qualidade de construção é razoável mas os materiais são predominantemente duros, tanto nas portas, como na consola central e apoio de braço. Todavia o espaço é bom, quer na dianteira quer na traseira, e a bagageira tem 375 l de capacidade.

125 ou 155 cv?

O Ford Focus 1.0 Ecoboost Mild-Hybrid de 155 cv na versão ST-Line X custa 28 815 €. No entanto, a unidade ensaiada atingia os 34 281 € devido a vários opcionais, tais como as jantes de 18″ (407€), os faróis LED Adaptativos (1017€) e o tejadilho panorâmico (1118€). De maneira idêntica, o som B&O é opcional por 305€, tal como a pintura metalizada “Desert Island Blue” com um custo de 635€.

No entanto, a Ford tem em vigor uma campanha comercial que dá 10,5% de desconto sobre o preço base, bem como 1000€ de apoio à retoma, pelo que valerá sempre a pena consultar o site e os stands da marca para saber quais as promoções a decorrer.

Em suma, há que avaliar se vale a pena pagar os 1220€ a mais para aceder à versão de 155 cv deste Ford Focus MHEV. Estamos convencidos que esta será uma boa opção para os apreciadores da condução que valorizam aquela performance adicional. Este motor Ecoboost de 155 cv permite tirar mais partido do excelente chassis já característico do Ford Focus.

Conclusão

Claramente apontado para a redução de emissões poluentes, a nova versão de 155 cv não faz deste Ford Focus Ecoboost um "mini ST". Todavia, e para quem gosta de conduzir, é uma opção interessante e que permite explorar mais o excelente chassis que o modelo da marca americana possui.

Ficha Técnica

Cilindrada

999 cm3

Cilindrada

190 Nm

Binário Máximo

155 cv

Potência

Cilindrada

9,2 s

0-100 KM/H

211 km/h

Velocidade Máxima

Cilindrada

6,1 l/100 km

Combinado

7,0 l/100 km

Registado

117 g/km

Emissões CO2

Cilindrada

28 815€

Base

34 281€

Ensaiado


Thumbs UpComportamento. Condução. Consumos.

Thumbs DownAlguns materiais do interior.