Dacia Duster Go – Uma série limitada, até no preço!

Com equipamento exclusivo, motor bi-fuel e uma robustez ímpar, o Dacia Duster Go tem tudo o que é preciso para convencer… Até o preço!

Dacia
SUV
Dacia Duster Go ECO-G Bi-Fuel 100

Odiado por muitos, mas amado por muitos mais, o Dacia Duster pode não ser o mais tecnológico ou conectado do mercado, mas traz consigo o que é realmente imprescindível. E até um pouco mais, não fosse este modelo equipado com uma motorização Bi-Fuel e equipamento exclusivo. O Dacia Duster Go tem tudo isto por um preço ainda mais imbatível.

Ao entrar apercebe mo nos que não é preciso tecnologia de ponta nem os melhores materiais para ter um carro espaçoso, robusto e versátil. E o Dacia Duster é isso mesmo. Sem “reinventar a roda”, a marca romena do grupo Renault, conseguiu atingir um bom produto (despojado dos melhores materiais, é certo), mas que tem tudo na medida certa.

A começar pelo exterior

A Dacia reutilizou a mesma plataforma da geração anterior (e isso nota-se no aspeto) mas conseguiu melhorar alguns pormenores que o tornam mais moderno e robusto. Começando nos faróis, agora com uma assinatura em LED, e que estão dispostos nas extremidades de uma grelha redesenhada, a par com os farolins traseiros, que acabam também por se diferenciar da anterior versão. Já no tejadilho é possível agora encontrar umas barras de alumínio que ilustram os seus dotes aventureiros, tal como a altura ao solo que lhe permitem ultrapassar obstáculos sem esforço. Aventura, é com ele!

Apenas disponível nesta série limitada “Go”, é possível encontrar ainda a cor Azul Iron (opcional, 390€), assim como os espelhos em preto, e as jantes de 17” , para além de uns grafismos nos pilares das portas que o distinguem. Fora estes, é preciso ir para o interior para encontrar os restantes pormenores que tornam exclusiva esta versão.

No interior

O interior do SUV da Dacia é constituído à base de plásticos duros, mas isso seria de esperar num carro que tem um preço altamente competitivo face ao que oferece. Ainda assim, a qualidade de construção e montagem acabam por surpreender pela ausência de ruídos parasitas. E boa parte disso é também notória no trabalho de rigidez e insonorização, que apenas destoa no rolamento a partir de velocidades mais elevadas. Os bancos com pormenores em azul são também eles exclusivos desta versão, tal como os pormenores nas portas, tablier e tapetes. Os bancos, mesmo sendo de um material mais rígido, acabam por dar um bom apoio em viagem e têm sofrido significativos melhoramentos. O do condutor inclui ainda, nesta versão, um apoio de braço e regulação lombar

O espaço a bordo é também uma virtude no Duster, tanto para quem viaja na dianteira como nos bancos traseiros. E nestes, todos os vidros são elétricos. A bagageira é uma outra surpresa, que mesmo tendo um piso mais elevado, tem uma capacidade de 445 litros, o suficiente para uma família ou para as aventuras de fim-de-semana. Por baixo do banco do pendura é possível contar ainda com uma gaveta de arrumação para pequenos objetos.

Mais equipamento nesta série limitada

E se a Dacia é caracterizada por disponibilizar apenas o essencial no que toca a equipamento, esta proposta acaba por sair enriquecida. Isto porque esta edição “Go” inclui alguns extras que o tornam ainda mais exclusivo, além daqueles que encontramos no exterior. Ao centro do tablier encontramos o sistema de multimédia Media Nav Evolution, de grafismo e interação simplificados, mas que é suficiente para uma utilização facilitada em estrada. Este permite acesso a Apple CarPlay e AndroidAuto, ainda que a ligação através da única porta USB esteja numa posição algo questionável (acima do ecrã). Mas para quem recai muito sobre as aplicações para navegação ou até mesmo multimédia, este é mais que suficiente. 

“Dacia Go” é nova série limitada com preço imbatível

Transversal aos modelos Sandero, Logan MCV, Lodgy e Duster, a nova série limitada tem uma imagem exclusiva e diferenciada e mais equipamento de série.

Read more

É também neste ecrã que é possível encontrar o acesso às câmaras (sim, plural) de auxílio ao estacionamento. Não uma, não duas… mas quatro câmaras de auxílio às manobras, que permitem uma visão 360º sobre o Dacia Duster. Um pouco mais abaixo deste sistema encontramos os comandos da ventilação – onde é que eu já vi isto?… – herdados dos “primos” franceses. E foi nestes dias de muito calor que o ar-condicionado automático deu tanto jeito! Para além destes, e incluído nesta versão estava ainda o sistema de acesso mãos-livres com cartão, semelhante ao que encontramos nos modelos da irmã Renault.

Ao volante do Dacia Duster Go

A equipar este Dacia Duster Go está o grupo propulsor 1.0 ECO-G 100 Bi-Fuel, com tração dianteira, acoplado a uma caixa manual de cinco relações. Fazendo uso de ambos os sistemas (gasolina e GPL) é possível alternar de forma impercetível entre ambos, sem que se note nas prestações ou comportamento do Duster, e aumentando substancialmente a autonomia. O motor tricilíndrico, ainda que contido, é bastante enérgico e revela boas prestações, mas acaba por perder apenas para a caixa de cinco relações, herdada da Renault, que revela um toque algo “plástico”, ainda que com um bom escalonamento.

A suspensão revelou-se muito positiva a abafar bem as irregularidades do piso, mesmo que a aventura passe para fora de estrada. A postura elevada do Duster ajuda a ultrapassar obstáculos, mesmo ausente de tração integral, o que nos leva a gostar ainda mais desta proposta. No caso, esta versão do Dacia Duster não vem munida de um computador de bordo, dificultando a noção de consumos durante o nosso teste. Tudo isso graças à incapacidade de medir os consumos registados entre os dois tipos de combustível, gasolina e GPL, por este motivo eles não constam da ficha técnica.

A marca anuncia valores de 8 l/100 km, mas nós estimamos valores bem inferiores a essa marca.

Esta série limitada “Go” do Dacia Duster (disponível também nos modelos Sandero, Logan MVC e Lodgy), tem um preço bastante competitivo, cifrando-se nos 17 990€. Cerca de 750€ a mais face à versão idêntica com o motor TCe, sem GPL, o que provavelmente, e depois das continhas todas feitas, dará uma poupança considerável a favor desta versão GPL. Uma coisa é certa, independentemente do tipo de combustível, dificilmente encontrará no mercado uma proposta tão completa por um preço tão competitivo. Haverá algum outro SUV abaixo dos 20 mil euros com esta robustez e versatilidade?

Conclusão

Não é o melhor, o mais equipado e muito menos o mais sofisticado à face da terra, mas merece um lugar de destaque pela robustez, espaço a bordo e... pelo preço imbatível! Nesta versão Bi-Fuel permite ainda uma maior autonomia e poupança, fazendo uso dos dois sistemas, perdendo apenas pontos pela falta de um computador de bordo.

Ficha Técnica

Cilindrada

999 cm3

Cilindrada

170 Nm

Binário Máximo

100 cv

Potência

Cilindrada

14,4 s

0-100 KM/H

172 km/h

Velocidade Máxima

Cilindrada

8,0 l/100 km

Combinado

144 g/km

Emissões CO2

Cilindrada

17 600€

Base

17 990€

Ensaiado


Thumbs UpPreço. Espaço a bordo. Equipamento. Versatilidade.

Thumbs DownAusência de computador de bordo. Caixa de 5 relações.