BMW X5 M50d – 6 cilindros, 4 turbos e 400 cv!

O BMW X5 M50d é um autêntico foguetão de luxo, repleto de pormenores de requinte e com uma capacidade astronómica de se agarrar à estrada e devorar alcatrão.

A fazer 20 anos de vida, o BMW X5 cresceu, amadureceu e está melhor que nunca. Na versão M50d representa a melhor receita do motor de seis cilindros em linha, ou não tivesse ele quatro turbos na lista de ingredientes. O resultado é, naturalmente, de “comer e chorar por mais”.

Recém renovado o BMW X5 é cada vez mais um SUV que marca uma presença forte e elegante e que concentra atenções. O duplo rim é gigante e confere um aspeto poderoso na frente e os vincos por toda a carroçaria, nomeadamente nas cavas das rodas, atribuem-lhe imponência. No interior temos o que de melhor se faz, não só ao nível da qualidade, como da evolução de determinados sistemas e opcionais de conforto. Bancos com multi-regulações e massagens ou porta-copos aquecidos ou refrigerados são apenas um exemplo. A pele que preenche todo o habitáculo e a iluminação interior em LED e a vários níveis, criam uma atmosfera de luxo e requinte onde agrada permanecer e viajar por mais algumas centenas ou milhares de quilómetros.

X5 M50d inesgotável!

Atrás existem ligações USB e um painel digital para controlar a temperatura independente para os lugares traseiros, bem como o aquecimento dos bancos, e ainda suportes nas costas dos bancos da frente para ecrãs ou tablets com ligações do tipo USB-C.

Para dar uso aos quatro turbos e aos 400 cv de potência do X5 M50d, é recomendável a seleção do modo Sport, um dos vários disponíveis e possíveis de configurar a gosto. Tudo muda e o SUV familiar transforma-se num SUV de corridas. A sonoridade do seis cilindros é soberba e o trabalho de escape está realmente bem conseguido. A excelente caixa automática de oito relações fica com passagens ainda mais rápidas e bruscas. Ao pisar do pé direito, o X5 dispara progressivamente. Não impressiona pela reação brusca mas antes pela reação do chassis, a saltar no desespero em ganhar tração nas curvas fechadas. Depois apanha-se a reta e o binário e potência são inesgotáveis. O X5 M50d tem motor que não acaba, nunca perde o fôlego, afinal é um “tetra-turbo”.

A suspensão pneumática, para além de permitir regular a altura manualmente entre cinco níveis, oferece um bom compromisso e confere ao X5 M50d um adornar de carroçaria controlado. Impressionante é a insonorização do habitáculo e a falta de sensação de velocidade, que nos faz andar a velocidades proibitivas sem sequer darmos conta disso. Os travões M Performance disfarçam as mais de duas toneladas durante a travagem, sem qualquer dificuldade.

Tecnologia avançada

Os sistemas de auxílio à condução são exímios nas suas funções.
A leitura de sinais de trânsito é visível no painel digital e em algumas situações, como por exemplo num sinal de STOP ou de sentido proibido, é emitido um alerta. O sistema de manutenção da faixa de rodagem com cruise control adaptativo funciona de forma irrepreensível e mantém o X5 ao centro das faixas ao invés de fazer o habitual “zigue-zague” de outros modelos. O painel digital tem muita informação, mas não permite qualquer configuração ou personalização, e tem uma mudança pobre entre cada um dos modos de condução. O excesso de informação também requer hábito para uma leitura imediata do pretendido.

Com um conforto assinalável apesar das gigantes jantes de liga leve de 22”, este X5 M50d é o sonho de muitos já que concilia um dos melhores e mais potentes motores Diesel com as mais valias de um SUV e automóvel familiar e que revela um interior pensado ao mais ínfimo pormenor, ainda que tudo isto tenha um preço, são pouco mais de 150 mil euros…

in Escape Livre Magazine Nº73

Resumo

Cilindrada: 2993 cm3

Binário Máximo: 760 Nm

Potência: 400 cv

0-100 KM/H: 5,2 s

Velocidade Máxima: 250 km/h

Combinado: 6,8 l/100 km

Registado: 9,4 l/100 km

Emissões CO2 : 179 g/km

Base: 125 999€

Ensaiado: 150 559€

Motor, interior

Lista de opcionais