E-Prototype – A Honda prometeu e cumpriu

Dois anos depois a Honda revela a versão final do concept pensado para a vida urbana, e que sai fora dos padrões do construtor, o Honda E Prototype.

Em 2017, a Honda mostrou um concept com o nome de Urban EV, que antecipava um citadino totalmente elétrico, e que deu muito que falar pelo seu estilo a combinar o futurista com o retro do Honda 600. Os responsáveis da marca disseram que o carro estaria no mercado dentro de dois anos. Pois prometeram e cumpriram!

Exposto em Genebra esteve o Honda E Prototype, a versão 95% final desse mesmo citadino elétrico. Na verdade, a marca japonesa já tinha pronto o desenho final antes de construir o concept em 2017, mas assim foi capaz de conduzir um estudo de mercado a nível mundial.

Apesar de estar praticamente pronto a produzir, as especificações finais só deverão ser reveladas no inicio da comercialização, provavelmente no final deste ano. No entanto, não andaremos longe da verdade se apontarmos para uma potência em redor dos 100 cv e uma autonomia de 200 km em ciclo WLTP. A possibilidade de carregamento rápido não ficou esquecida e será possível carregar 80% da bateria em 30 minutos.

O Honda E Prototype foi concebido pela equipa que criou o Honda Jazz, ou seja, um departamento especializado em citadinos, a Honda quis manter as dimensões contidas, enquadrando-se no segmento B e possuindo 3,895 m de comprimento, mais 10 cm que o atual Jazz. Para este efeito foi necessário fazer algumas opções no que respeita ao tamanho das baterias, optando por dimensões mais compactas em detrimento de mais autonomia. As baterias encontram-se colocadas na base do chassis e impulsionam as rodas traseiras.

As proporções exteriores continuam imaculadas e salienta-se o grande cuidado com a aerodinâmica, como por exemplo nas câmaras que substituem os espelhos retrovisores e nos puxadores das portas dissimulados e retráteis.

Interior do Honda E Prototype: Futuro ou presente?

O interior é bastante acolhedor, e tem um estilo radicalmente diferente de qualquer outro modelo Honda, com quatro ecrãs de grandes dimensões que servem para controlar o info-entretenimento e disponibilizam todas as informações ao condutor. O tecido usado nos bancos é reciclável e o espaço na dianteira suficiente.

Quanto a preços não há quaisquer indicações, mas o construtor japonês pretende que este E Prototype ─ o nome definitivo ainda não é conhecido ─ tenha um posicionamento premium.

Previsto para 2020, o Honda E Prototype foi desenhado e pensado para satisfazer as necessidades da vida moderna, com um estilo sofisticado, tecnológico mas simultaneamente simples e fácil de usar. A Honda já recebeu 15 mil registos de interesse para aquisição da versão final do Honda E Prototype.

Siga-nos no Instagram e acompanhe as outras novidades do Salão de Genebra