Cápsula do Tempo Guarda 2050

A Cápsula do Tempo Guarda 2050 é um projeto que marcou os 40 anos do Escape Livre reunindo testemunhos de 40 personalidades sobre o futuro e que será aberta em 2050.

Ideia Original

O início do projeto – 2008
Guardar o passado e pensar o futuro

A crise económica e a dificuldade em encontrar parcerias credíveis para este projeto arrojado do Escape Livre, que concretizaria na cidade da Guarda um museu com as mais modernas tecnologias, não permitiu avançar até à sua concretização.
O projeto hibernou mas a ambição do Escape Livre para projetar a Guarda no futuro manteve-se e daria azo a que esta ideia depois de reformulada viesse a originar a Cápsula do Tempo Guarda 2013

O que é?

A Cápsula do Tempo Guarda 2050 é um projeto que assinalou os 40 anos do Escape Livre, o mais antigo programa de rádio sobre o mundo automóvel em Portugal, criado por Luís Celínio. A Cápsula tem a forma aproximada de um cubo com cerca de um metro cúbico, revestido a chapa de alumínio marítimo de 4 mm e com durabilidade prevista superior a 40 anos e ficou instalada no subsolo, junto à Torre de Menagem da Guarda, onde estão depositadas as ideias do presente e as perspetivas de futuro de 40 personalidades convidadas, bem como de alguns testemunhos de grupo, e ainda fotografias e objetos dos participantes. A estrutura será aberta a 1 de julho de 2050 e todo o seu interior conhecido.

Objetivos

Para além de assinalar uma data tão importante como quatro décadas de um programa de rádio que atualmente é levado a todo o mundo através da emissão online da rádio Altitude e dos podcast, sempre foi objetivo da Cápsula não apenas guardar as memórias, fotografias e pensamentos dos tempos atuais, como fazer a projeção e a idealização do futuro na região, para que em 2050 se avaliem os caminhos escolhidos, se pense a Guarda como cidade e região e se tomem novas e favoráveis decisões. Foi também objetivo colocar a Guarda no mapa noticioso através de um evento positivo e expandido no tempo.

Entidades do projeto

O Clube Escape Livre, entidade responsável pelo programa Escape Livre e impulsionador da ideia da cápsula.
O Instituto Politécnico da Guarda, como entidade responsável por toda a conceção técnica e de design da cápsula e preparação dos diversos recetáculos e outro material.
A Rádio Altitude, entidade onde ainda hoje o Programa Escape Livre é emitido.

Parceiros

Câmara Municipal da Guarda, responsável pelo apoio logístico no encerramento da Cápsula e manutenção da Encosta do Tempo.
Transportes Bernardo Marques, actual patrocinador do Prémio Solidário.

Parceiros Anteriores

Associação do Comércio e Serviços do Distrito da Guarda, Agência para a Promoção da Guarda, Automóveis Citroën.

Conceito e testemunhos

Para assinalar 40 anos do Programa foram convidadas 40 personalidades das mais diversas faixas etárias e áreas profissionais, mas todas elas com algum tipo de ligação à Guarda, seja familiar, afetiva ou profissional. Para além destas 40 pessoas, a Cápsula integra sete recetáculos de grupo e três outros individuais. Todos os que aceitaram o desafio receberam uma réplica do seu recetáculo com um certificado de participação que pode acompanhar a personalidade ou os seus familiares até à data de abertura. A lista é a seguinte:

Lista de 40 personalidades

  1. Agostinho Almeida Monteiro da Silva
  2. Alcides Rocha Vieira
  3. Andrea Maria Ferreira Coutinho Soares
  4. António José Dias de Almeida
  5. António José Santinho Pacheco
  6. António José Teixeira
  7. António Manuel Horta Alves Catarino
  8. António Manuel Marques Saraiva
  9. António Pedro Ramos Tavares
  10. Carla Cristina Ferreira Teixeira Jerónimo
  11. César Amadeu de Sousa Prata
  12. Constantino Mendes Rei
  13. Cristina Maria Martins Fernandes Vicente
  14. Dulcineia Catarina Moura
  15. Eduardo de Lourenço de Faria
  16. Fernando Carvalho Rodrigues
  17. Fernando Pinto Monteiro
  18. Francisco Pinto Balsemão
  19. Hélder Barata Pedro
  20. Isabel Cristina Pinto Mateus
  21. Joaquim Carlos Dias Valente
  22. Jorge Barreto Xavier
  23. Lara Cristina Vitória Severino
  24. Luís Baptista-Martins
  25. Luís Teixeira Queirós
  26. Manuel António Martins Lopes Gião
  27. Manuel da Rocha Felício
  28. Marcos Farias Ferreira
  29. Maria Antonieta Garcia
  30. Maria Helena Carvalho Santos
  31. Maria Madalena Gonçalves da Costa
  32. Marília Dulce Coelho Pires Morgado Raimundo
  33. Marta Sofia Coelho Nunes
  34. Nuno Rodrigues da Silva
  35. Pedro Dias de Almeida
  36. Rui Manuel Bento Isidro
  37. Sandra Augusta Pereira dos Santos
  38. Sandro Alexandre Moutinho Mêda
  39. Vanda Andreia Pereira Rodrigues
  40. Virgílio Edgar Garcia Bento

Cápsulas de grupo

  1. Clube Escape Livre
  2. Instituto Politécnico da Guarda
  3. Daniel Margarido Photography
  4. Dom Digital
  5. Escola Secundária Afonso de Albuquerque – 12º B
  6. Escola EB 2-3 Beatriz Ângelo – 9º B
  7. Escola EB 1 Adães Bermudes – 4º ano
  8. Leitor do Diário de Coimbra
  9. Leitor do Jornal A Guarda
  10. Citroën

O encerramento

O dia 1 de julho de 2013, data de encerramento da Cápsula, foi assinalado com um programa que decorreu ao longo do dia, com diversos momentos. A manhã ficou marcada pela colocação da Cápsula debaixo da terra, onde estiveram presentes os parceiros e o patrono do projeto, Francisco Pinto Balsemão. No almoço que reuniu entidades e personalidades que guardaram o seu testemunho na cápsula foi lançado o apelo à cooperação e debate a favor da cidade e do seu futuro. De tarde, a conferência “Presente e Futuro dos Media”, teve como oradores Agustín Remesal, jornalista e escritor, Carlos Correia, pro reitor da Universidade Nova de Lisboa e Francisco Pinto Balsemão, presidente do grupo Impresa, que falaram de temas como as mudanças no jornalismo tradicional e a sua interação com as novas tecnologias, internet e redes sociais. O encerramento da cápsula, junto à Torre de Menagem da Guarda, a 1056 metros de altitude foi o ponto culminante, com descerramento da placa, a fotografia de grupo de quatro elementos das gerações mais jovens, dos 19 meses aos 19 anos, e a plantação da primeira das 37 árvores dos próximos anos, um ato simbólico de crescimento e florescimento de ideias, soluções e evolução positiva para a Guarda e para a região.

Celebração anual

Até 2050, o dia 1 de julho deverá ser assinalado anualmente com várias iniciativas, de forma a dinamizar e promover a Guarda, bem como lembrar e promover o projeto. Todos os anos terão em comum a gravação da respetiva data em cada uma das lajes ali colocadas de forma estruturada, mas também a plantação de uma árvore nas proximidades, a realização de uma nova palestra ou conferência sobre a Guarda e o futuro, e a entrega do Prémio Solidário, no valor de 1000€, no Dia Mundial do Sorriso, a 28 de abril.