Série 3 da BMW será referência do mercado em preço. Será?

Série 3 da BMW será referência do mercado, promete Oliver Zipse, CEO do grupo alemão, também na autonomia e no preço.

O Série 3 da BMW será referência do mercado, promete Oliver Zipse, CEO do grupo BMW. Depois de revelar o protótipo que apresenta a nova plataforma Neue Klasse (Nova Classe em alemão), o patrão da casa bávara diz que o novo Série 3 – cuja antevisão é o I Vision Dee – e o resto da gama 100% elétrica da BMW será a referência do mercado em termos de autonomia, velocidade de carregamento e… preço!

BMW I VISION DEE 41

Foi no Consumer Electronic Show (CES), em Las Vegas, EUA, que a BMW revelou o I Vision Dee, protótipo que revelou a nova plataforma e o que será o futuro Série 3 100% elétrico. O primeiro modelo a ser lançado com esta plataforma será o novo Série 3, que será produzido na Hungria e chegará ao mercado em 2025.

E Oliver Zipse, CEO do grupo BMW, foi claro nas suas declarações aos jornalistas à margem do CES. “Seremos a referência em termos de autonomia, velocidade de carregamento e preços. E isto é muito importante, a referência nos preços!”

BMW I VISION DEE 31

Série 3 da BMW com novas tecnologias nas baterias

Para isso, a BMW tem vindo a munir-se de nova tecnologia que poderá fazer a diferença. Desde logo a utilização de células de bateria cilíndricas de nova geração que se espera aumentem em 20% a densidade, aumentem a velocidade de carregamento em 30% e a autonomia em 30%. Tudo valores comparados com a atual tecnologia de baterias atual da BMW.

BMW I VISION DEE 18

Por outro lado, a casa bávara promete a redução da utilização do cobalto graças a uma melhor formulação química à base de níquel. Zipse não quis adiantar mais detalhes recusando confirmar se a BMW vai acelerar o desenvolvimento das baterias de estado sólido ou utilizar o mais barato LFP (ou fosfato de ferro de lítio) como já faz a Tesla e que liberta a bateria do cobalto. Por outro lado, tem menor densidade e funciona com menor voltagem.

Mas Oliver Zipse confirmou aquilo que disse há algum tempo – que a Neue Klasse pode receber uma motorização com pilha de combustível de hidrogénio – mas ressalvou o facto desta tecnologia ainda não estar disponível no lançamento. Aliás, a decisão sobre a sua utilização na Neue Klasse não está ainda decidida. Certo é que esta nova plataforma não admite motores de combustão interna.

BMW I VISION DEE 14

BMW vai deixar de apostar nos segmentos inferiores

Pub ADN energy MRec

Quanto ao BMW I Vision Dee, não é a antecipação do novo modelo feito com base na Neue Klasse (o novo Série 3), mas sim de muitas das tecnologias que vão ser usadas no novo modelo. Por exemplo, o novo “head up display” que se estende por todo o para brisas e exibe toda a informação disponível. Esta e outras tecnologias justificam o nome do protótipo: Vison (visão) e Dee (Digital Emotional Experience) experiência emocional digital.

A BMW está, mesmo, a pensar remover o tablier dos seus carros feitos com base na nova plataforma, reduzindo o número de botões e aumentando a importância do comando por voz. Para Oliver Zipse, “adicionar ecrãs cada vez maiores ao habitáculo é coisa do passado!”

A Neue Klasse terá os níveis 2 e 3 de condução autónoma, mais o nível 2 Plus. Esta é a condução com as mãos fora do volante, mas olhos na estrada. Detalhe final: a BMW não vai levar a plataforma Neue Klasse para os segmentos inferiores (Série 1 e 2… bye) bem os segmentos de luxo (alô Série 5, Série 7 e SUV X7).