Rali Vinho Madeira. Camacho vence pela quinta vez, José Pedro Fontes vence no CPR

O Rali Vinho Madeira, edição 2022, foi de boa colheita dominado pelos pilotos madeirenses, com um piloto continental na luta pela vitória.

O Rali Vinho Madeira, edição 2022, foi de excelente colheita dominado pelos pilotos madeirenses, com um piloto continental a estar na luta pela vitória. Bruno Magalhães (Hyundai i20 N Rally2) fez uma prova excecional que foi sublinhada por um injusto abandono, mas quando já estava no segundo lugar. Alexandre Camacho (Skoda Fabia Rally2 Evo) venceu uma vez mais a “sua” prova e nas contas finais do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR) José Pedro Fontes encheu-se de brios e ganhou o CPR.

Nota final triste devido ao incidente que ceifou a vida de uma criança de 12 anos. O Escape Livre endereça à família as sentidas condolências e ao piloto, inocentemente envolvido e ao Clube Sports Madeira uma palavra de solidariedade.

Alexandre Camacho, acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Calado, levou de vencida o Rali Vinho da Madeira ao volante do Skoda Fabia Rally2 Evo. Foi uma vitória contra tudo e contra todos e que se traduziu no quinto sucesso do piloto madeirense no “seu” rali.

RALI VINHO MADEIRA PODIO
Alexandre Camacho/Pedro Calado (Skoda Fabia Rally2 Evo) – © Luis M Costa / NewsMotorSports

Polémica não afetou Alexandre Camacho

Foi uma vitória emotiva não só por ser a quinta vez que ganhámos (2017, 2018, 2019, 2021 e 2022, desempatando com Bruno Magalhães), mas por tudo aquilo que aconteceu e pelo que psicologicamente tivemos de enfrentar. E pronto, a resposta é esta!” Palavras do vencedor, que assumiu a liderança da prova na terceira classificativa para a perder com a chuva que caiu no sexto troço deste Rali Vinho Madeira.

A polémica estalou quando no final do primeiro dia foi penalizado com 11 segundos por não ter parado no local do acidente de Alejandro Cachon. Algo que o piloto entendeu ser profundamente injusto, mas sobre a qual nada pode fazer.

Regressou no último dia de prova com o intuito de recuperar uma desvantagem apurada de 19,3 segundos. Na liderança estava Bruno Magalhães e o Hyundai i20 N Rally2.

E se melhor o pensou, melhor executou e aproveitando o conhecimento da prova, recuperou a liderança antes do almoço. Bruno Magalhães não conseguiu responder a Alexandre Camacho, pois o i20 N Rally2 perdeu uma roda no antepenúltimo troço.

RALI VINHO MADEIRA MIGUELNUNES
Miguel Nunes/Roberto Castro (Skoda Fabia Rally2 Evo) – © Luis M Costa / NewsMotorSports

Este abandono de Magalhães abriu a porta do segundo lugar a Miguel Nunes, que ao volante de um Skoda Fabia Rally2 Evo ficou a 11,5 segundos do vencedor.

Irrepreensível esteve José Pedro Fontes neste Rali Vinho da Madeira 2022. O duas vezes campeão de Portugal de ralis e vencedor da prova em 2016, conheceu um segundo dia de prova impressionante, mandou em todos os troços ao nível do CPR (já tinha ganho uma especial à geral) e conquistou a vitória entre os concorrentes do Campeonato de Portugal de Velocidade, colecionando, pelo caminho, um saboroso pódio, acompanhado por Inês Ponte ao volante do Citroen C3 Rally2.

RALI VINHO MADEIRA CPR
José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen C3 Rally2) – © Luis M Costa / NewsMotorSports

Armindo Araújo e Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally2 Evo) ficaram no segundo lugar do CPR, fechando o pódio da competição nacional Bernardo Sousa (Citroen C3 Rally2), de regresso aos ralis a tempo inteiro.

Miguel Correia e Jorge Carvalho (Skoda Fabia Rally2 Evo) ultrapassaram Ricardo Teodósio e José Teixeira (Hyundai i20 N Rally2) na antepenúltima especial do rali. Paulo Meireles (Hyundai i20 Rally2), Paulo Neto (Skoda Fabia Rally2 Evo), Paulo Caldeira (Citren C3 Rally) e Daniel Nunes (Ford Fiesta Rally3) completaram a classificação do CPR nesta edição 2022 do Rali Vinho

Destaque, ainda, para a presença de Simone Campedelli, piloto do Campeonato Europeu de Ralis. Acompanhado por Tania Canton, levou o seu Skoda Fabia Rally2 Evo até ao oitavo lugar depois de muitos problemas no primeiro dia de prova.

Os vencedores das classes

Daniel Nunes venceu também neste Rali Vinho Madeira, entre os RC3 com o seu Ford Fiesta Rally3, mas terminou, apenas, no 16º lugar da geral, ele que foi o único a terminar a prova. O maior destaque vai para João Silva e João Paulo que levaram o seu Peugeot 208 Rally4 de duas rodas motrizes a um excelente 12º lugar à geral.

RALI VINHO MADEIRA 2RM
João Silva/João Paulo (Peugeot 208 Rally4) – © Luis M Costa / NewsMotorSports

A estrear o carro, o piloto tomou a liderança dos acontecimentos e dominou sem problemas uma classe que viu Vítor Sá (Citroen DS3 R3T) ficar no segundo lugar na frente de Miguel Caires (Renault Clio R4). 

Paulo Mendes e Roberto Figueira levaram o seu Porsche 991 GT3 Cup à vitória nos RGT e ao 13º posto da geral neste Rali Vinho da Madeira.

Classificação final

  1. Alexandre Camacho/Pedro Calado (Skoda Fabia Rally2 Evo), 1h58m36,7s;
  2. Miguel Nunes/Roberto Castro (Skoda Fabia Rally2 Evo), a 11,5s;
  3. José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen C3 Rally2), a 22,1s (1º CPR);
  4. Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally2 Evo), a 53,5s,
  5. Bernardo Sousa/Victor Calado (Citroen C3 Rally2), a 2m10,7s;
  6. Miguel Correia/Jorge Carvalho (Skoda Fabia Rally2 Evo), a 2m25,5s;
  7. Ricardo Teodósio/José Teixeira (Hyundai i20 N Rally2), a 2m35,2s;
  8. Simon Campedelli/Tania Canton (Skoda Fabia Rally2 Evo), a 3m14,9s;
  9. Paulo Meireles/Marcos Gonçalves (Hyundai i20 N Rally2), a 5m16,5s;
  10. Paulo Neto/António Costa (Skoda Fabia Rally2 Evo), a 6m25,7s; etc.

Classificadas 36 equipas

BANNER GUIA WRC