O BMW iX está a chegar e nós já o fomos conhecer, e conduzir!

É o novo SUV 100% elétrico mas o primeiro construído de raiz para o ser. O BMW iX está a chegar, e sabe exatamente ao que vem.

Apesar de previsto apenas para o início do próximo ano, a verdade é que já existem várias unidades do novo BMW iX no nosso País. É o maior SUV 100% elétrico do construtor e o primeiro a utilizar uma nova plataforma específica. Com uma presença inegável, mas linhas discutíveis, o BMW iX aponta miras a outros modelos como o Audi e-tron, ou o Tesla Model X. A convite do concessionário Matos & Prata, na Guarda, fomos conhecê-lo de perto e conduzi-lo pelas ruas da cidade mais alta de Portugal.

De linhas simples e pouco vincadas, o BMW iX apresenta um coeficiente aerodinâmico muito baixo, o que é ainda mais relevante para um automóvel 100% elétrico. Para além disso, recorre a uma construção de baixo peso com recurso a um polímero reforçado com fibra de carbono, algo também imprescindível para compensar o elevado peso do pack de baterias que vai dos 520 aos 650 kg, consoante a versão, para um peso total a rondar as 2,5 toneladas.

Na dianteira destaque para o enorme duplo rim da marca onde se inserem as lâminas ativas que abrem e fecham automaticamente, mas também para um capot fixo com um logótipo que incorpora um sistema para poder adicionar líquido do limpa vidros. Na lateral contamos com puxadores à face da carroçaria, imprescindíveis para conseguir o referido coeficiente aerodinâmico, o mais baixo do segmento. Já na traseira sobressai uma linha de cintura bastante larga, e grupos óticos muito minimalistas e escurecidos. No que diz respeito a dimensões o BMW iX é muito idêntico a um BMW X5 a todos os níveis.

Interior é também novidade

No interior existem muitas mais novidades. Em primeiro lugar é a chegada dos ecrãs curvos aos automóveis. Para além de um ecrã de 12,3″na frente do condutor, temos ainda outro de 14,9″ para o sistema de info-entretenimento. Mas há mais detalhes que sobressaem desde logo como o novo volante em formato hexagonal que pretende facilitar a leitura das informações. Não só neste como em todo o habitáculo houve uma redução muito significativa de botões com o objetivo de criar um ambiente mais minimalista.

Os bancos também são novos e estreiam não só um apoio de cabeça integrado como a possibilidade de estarem equipados com colunas de som, tanto à frente como atrás. Por fim, a qualidade de todos os materiais é de salientar, principalmente porque toda a sua confeção foi com recurso a materiais sustentáveis e produzido utilizando energias 100% renováveis.

Destaque ainda para o teto em vidro panorâmico com escurecimento electrocromático, e várias outras novidades que o BMW iX estreia, e que serão o novo padrão dos modelos BMW daqui em diante.

airline_seat_recline_extra

Ao volante

Durante o nosso contacto com o BMW iX pudemos comprovar a utilidade do eixo traseiro direcional nas manobras do dia a dia. A BMW afirma que em velocidades mais elevadas aumenta também a estabilidade em curva. Apesar da disponibilidade imediata da potência e das recuperações quase supersónicas, o elevado peso sente-se na dinâmica mas o conforto de rolamento e a boa insonorização estão garantidos. Com os consumos que registámos durante o nosso breve contacto, será difícil garantir os valores anunciados de autonomia, no entanto, só com um contacto mais alargado com o modelo poderemos aferir com mais precisão. Já quanto à qualidade de materiais e construção, não precisamos de mais tempo para garantir com toda a certeza que estamos perante o melhor que se faz na indústria automóvel.

Preço, e gama em Portugal

Pub ADN energy MRec

Para já em Portugal a gama do BMW iX será composta por três interiores com vários materiais e cores, um pack desportivo, e duas motorizações. Teremos o iX xDrive40 e o iX xDrive50, ambos com tração integral xDrive, devido à existência de dois motores elétricos. O primeiro apresenta-se com uma capacidade de bateria (útil) de 71 kWh podendo carregar a 120 kW em DC e 11 kW em AC. Tem 326 cv de potência e 630 Nm de binário, sendo capaz de atingir os 100 km/h em 6,1 segundos. A autonomia anunciada é de 425 km (WLTP).

Já o atual topo de gama, o iX xDrive50 com uma bateria de 105 kWh de capacidade útil, carrega a 200 kW DC e 11 kW AC, mas com os seus 523 cv de potência e 765 Nm de binário, é capaz de atingir os 100 km/h em apenas 4,6 segundos. A autonomia anunciada é de 631 km (WLTP). A velocidade máxima está limitada a 200 km/h em ambas as versões.

Quanto a preços, o BMW iX xDrive40 será proposto por um preço de 89 150€, enquanto o iX xDrive50 terá um preço de 107 000€. Apesar deste nosso contacto com o BMW iX, e de já ser possível encontrar alguns nas estradas nacionais, e no concessionário Matos & Prata na Guarda, em Castelo Branco e na Covilhã, o lançamento está previsto para o próximo dia 13 de novembro.

close

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!