Elétricos e híbridos já são opção no mercado de usados

O mercado de usados tende a seguir o comportamento do setor automóvel, com uma maior procura de modelos elétricos e híbridos.

A tendência de compra de carros elétricos e híbridos vai crescer também no mercado de usados. Isto, de acordo com o primeiro Barómetro da Mobilidade da CarNext, um dos principais marketplaces digitais de carros usados da Europa, nos segmentos B2C e B2B. A opção por modelos elétricos e híbridos na compra de um carro já é uma realidade a nível mundial.

Se, por um lado, os utilizadores manifestam uma consciência ambiental cada vez mais vincada, por outro, existe uma forte aposta das marcas neste tipo de propostas. Basta uma pequena consulta à nossa lista de todos os modelos híbridos plug-in à venda no mercado nacional, para constatar tal facto.

O mercado dos usados não é alheio a esta tendência e, de acordo com o Barómetro de Mobilidade da CarNetx, 66% dos portugueses sente-se à vontade para adquirir um modelo elétrico ou híbrido usado. Um valor igual ao revelado pelo survey realizado na Holanda e apenas ultrapassado por Itália (84%) e Espanha (82%).

O comportamento natural do setor automóvel transportará esta realidade para o mercado dos usados

Luis Lopes

Dados do estudo concluem que:

  • 66% dos portugueses entrevistados mostra-se confiante para comprar um carro elétrico ou híbrido usado. A faixa etária 18-23 anos lidera esta tendência (75%), seguindo-se o intervalo 46-55 anos (69%) e 36-45 anos (67%). Entre os inquiridos com filhos com idades dos 0 aos 17 anos, 69% avançaria com a compra.
  • O impacto ambiental é um fator em crescendo na decisão de compra de um carro, com 86% dos portugueses a confirmar que estas questões terão um peso maior nos próximos anos e a colocar Portugal no topo da tabela. Seguem-se Itália (85%) e Espanha (83%). Em Portugal, 87% dos condutores entre os 24-35 e os 36-45 anos confirma este comportamento, seguidos pelos inquiridos mais jovens, 18-23 anos, (85%) e pelos condutores com 46 a 55 anos (82%).
  • 74% dos entrevistados portugueses revela ter-se tornado mais consciente do impacto ambiental das suas ações desde o início da pandemia por COVID-19. Um comportamento que prevalece entre os inquiridos com idades compreendidas entre os 24-35 anos e 36-45 anos (76%). Seguem-se os intervalos 18-23 anos (72%) e 46-55 anos (70%).
  • 86% dos condutores em Portugal afirma estar interessado em saber mais sobre escolhas sustentáveis na mobilidade no futuro. Os condutores italianos partilham a percentagem dos portugueses, enquanto 88% dos espanhóis inquiridos manifesta esta intenção.

Este estudo confirma que as preocupações ambientais são uma realidade nos dias de hoje e é inevitável que se tornem cada vez mais relevantes na compra de um carro nos próximos anos. Os condutores e as próprias marcas mostram-se cada vez mais atentos à sua pegada ecológica e ao impacte ambiental das suas ações, algo visível no parque automóvel mais recente.

Luís Lopes, Managing Director da CarNext em Portugal

Oferta em crescimento também nos usados

Pub ADN energy MRec

Também a oferta no mercado de usados para carros híbridos ou elétricos vai aumentando. Numa breve pesquisa no motor de busca de compra e venda de veículos pisca-pisca, podemos constatar que existem mais de 500 modelos híbridos disponíveis para aquisição. Por outro lado, os elétricos apresentam-se em maior número com mais de 1300 propostas disponíveis na mesma plataforma digital.

O elevado custo de qualquer reparação relacionada com as baterias, bem como o estado das mesmas ao fim de vários milhares de quilómetros são naturalmente os maiores receios de quem procura este tipo de proposta no mercado de usados.