Dacia moderniza-se e muda de identidade visual. Os detalhes aqui.

Tal como esperado, a Dacia revelou oficialmente a sua nova imagem que passa por um estilo minimalista mas sinónimo de robustez.

O plano estratégico da marca, apresentado há uns meses atrás, já fazia prever uma mudança de visual, o que sucede agora. Novo logo, novo emblema, novas cores, nova imagem, mas sem renunciar as suas origens, são as palavras da marca no momento de dar tudo isto a conhecer ao público.

Os dois novos elementos (logótipo e emblema) foram desenhados internamente pela equipa de Design, com o objetivo de expressar o essencial e as pedras angulares da marca desde a sua origem.

Nova imagem

O logotipo, um elemento central da nova identidade visual, pretende inspirar robustez e estabilidade desde o primeiro olhar. O desenho das letras é, propositadamente, minimalista – o D é um C invertido. Esta impressão geométrica do logótipo dá, à sequência de letras, um movimento de inspiração quase mecânico.

Primordial ao logótipo, o emblema representa o encontro do D e do C, como duas peças que se ligam para formar o elo de uma corrente, símbolo de solidez e da ligação. O novo elemento gráfico tornará fácil a identificação da marca mesmo à distância.

Simples e facilmente legíveis, estes dois elementos marcantes são apresentados de forma clara, para relembrar a solidez dos automóveis Dacia, companheiros diários de milhões de clientes.

Todo o universo gráfico é deliberadamente simples e “limpo”, para relembrar que a Dacia é uma marca que se concentra no essencial. Os vários elementos que o compõem transmitem coerência ao conjunto, permitindo ao mesmo tempo a criação de conteúdos digitais enriquecidos. De acordo com o espírito geral da marca, este grafismo é ao mesmo tempo robusto e flexível. Por exemplo, o papel da ponta da “seta” gerada pelo D no logótipo é conduzir o olho para o essencial e potenciar o movimento de uma marca que está, decididamente, virada para o futuro.

Os dois elementos já tinham sido aplicados ao concept Dacia Bigster que conhecemos no início do ano.

Dacia revela os planos para o futuro, onde se inclui o Bigster Concept

Ainda parte da “Renaulution” do Grupo Renault, ficámos a saber quais os planos para o futuro da marca romena, que muitos adeptos tem ganho ao longo dos últimos anos.

Read more

Verde predomina

A gama de cores, em torno de um verde-caqui, pretende evocar a proximidade da marca com a natureza. Tanto o Dacia Duster como mesmo o Sandero Stepway são automóveis que exploram aqui as suas capacidades.

As cores secundárias completam a gama:

  • Cores mais “terra”: três cores secundárias mais “terrosas” – Caqui escuro, Terracota e areia.
  • Duas outras cores secundárias – um laranja e um verde vivo – completam a gama e acrescentam um toque mais “tecnicista”.

O espírito da marca está também ele incorporado na nova abordagem iconográfica, simbolizando o desejo de liberdade, de recarregar as baterias, de voltar ao que é essencial. Estas são necessidades generalizadas, que levam as pessoas a concentrarem-se no que realmente importa e a desligarem-se do supérfluo.

A partir de junho de 2021, a nova identidade da marca vai ser apresentada através de vários canais de comunicação. Os pontos de venda da Dacia adaptarão, gradualmente, a nova identidade da marca, a partir do começo de 2022. Nos automóveis, veremos a nova imagem a partir da segunda metade de 2022.

Dacia Spring. O elétrico mais barato do mercado já disponível

A Dacia prometeu, e cumpriu. Abriram as encomendas para o Dacia Spring, o elétrico mais acessível no mercado nacional.

Read more