Renault Twingo Electric. Até agora, o elétrico mais barato no mercado!

O Renault Twingo Electric, maximiza o prazer da condução num modelo 100% elétrico, que oferece uma autonomia de até 270 Km!

Lançado em 1992, com três gerações e perto de quatro milhões de unidades vendidas, em 25 países, o Twingo ganha uma versão 100% elétrica, que o torna o rei da cidade. O Renault Twingo Electric não só é o sétimo modelo da marca do losango a adotar esse tipo de motorização, como passa a ser o elétrico mais barato no mercado nacional.

Graças aos profundos conhecimentos do segmento de pequenos citadinos, a marca francesa desenvolveu um automóvel elétrico, cuja capacidade de manobra, tem o menor diâmetro de viragem do mercado, autonomia e funcionalidades estão adaptadas às diversas utilizações em meio urbano.

O elétrico citadino

Primeiramente o novo Renault Twingo Elétrico assenta numa plataforma idealizada precisamente para esta versão elétrica. Esta maximiza o prazer da condução, graças aos conhecimentos adquiridos no construtor em volta da mobilidade elétrica.

O Renault Twingo 2020 está equipado com uma bateria de 22 kW/h, que oferece uma autonomia até 270 km em ciclo WLTP City e até 190 km em ciclo WLTO Completo. O Renault Twingo Electric pode percorrer as ruas da cidade, durante toda a semana, com um único carregamento. Este é feito quatro vezes mais depressa do que os seus concorrentes nos postos de carregamento de corrente alternada de 22 kW encontrados nos espaços públicos.

Em contrapartida, o modo “Eco”, ativado por um botão situado na consola central, assegura uma autonomia da ordem dos 225 km, em trajetos mistos. Nesse sentido existe uma limitação da aceleração e da velocidade máxima em vias rápidas.

Em virtude do posicionamento da bateria do Renault Twingo Electric, não só a habitabilidade, como também a capacidade da bagageira (240 litros), não são alteradas.

Visto de fora, o destaque vai para o para-choques esculpido, no qual se destacam as entradas de ar e os blocos óticos com a assinatura LED em forma de C. Com a combinação de cores da carroçaria, os “strippings” e as jantes a oferecerem uma vasta gama de opções para o personalizar. A tomada de carga da bateria está colocada no local ocupado pela tampa do depósito de combustível nas versões térmicas.

O interior

No interior do Renault Twingo 2020, destaque para o ecrã táctil de sete polegadas, inédito no segmento, já que dá acesso à nova conetividade do Renault Twingo Electric.

Ademais, e a partir do acabamento ZEN, o comprador pode escolher o ambiente interior entre várias opções de personalização. Desse modo determinamos a cor do friso do painel de bordo, os contornos dos arejadores, a base da alavanca de velocidades e dos braços do volante. Os estofos, por sua vez, adotam a mesma tonalidade.

Adaptado à cidade

O motor debita uma potência de 60 kW (82 cv) e permite atingir a velocidade máxima de 135 km/h. Existem diferentes modos de condução que, de acordo com as condições de circulação, atuam nos modos de recuperação da energia e desaceleração.

Por conseguinte, na alavanca de velocidades podemos selecionar três posições: B1 – o mais indicado para vias suburbanas. B2 – selecionado por definição, produz uma desaceleração moderada e é a que melhor responde às diversas situações de condução do dia a dia. B3 – simplifica a condução na cidade, reduzindo o recurso ao pedal do travão.

Por fim, para proteção dos peões, o Renault Twingo Electric adota o dispositivo de aviso do ZOE. Ou seja, o condutor pode optar por três sonoridades, com uma intensidade que varia em função da velocidade. Tal como acontece com o Renault ZOE, é desativado acima dos 30 km/h.

O mais barato do mercado!

O preço do Renault Twingo Elétrico começa nos 22 200€ da versão Zen para clientes particulares. Pouco mais de 18 000€ para clientes empresariais, que beneficiem da dedução integral do valor do IVA. Com mais equipamento, a versão Intens tem um preço de 23 200€, ou seja, mais 1000€ face à versão de entrada. Assim, o Renault Twingo Elétrico passa a ser o elétrico mais barato à venda no mercado nacional.

Ao contrário do que aconteceu em tempos, a Renault abandonou o formato de aluguer da bateria, ou seja, o preço em cima é com a aquisição da bateria.

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!

close

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!

Leaderboard autopromoção Escape Livre