TOP. Os melhores B SUV que conduzimos em 2020

De todos os B-SUV que conduzimos durante o ano de 2020, estes são os que destacamos por terem sobressaído em algum ponto face à concorrência.

No final do ano passado resolvemos reunir os melhores 4×4 que testamos no ano anterior num especial que tem gerado muitas leituras e feedbacks positivos. Pois bem, na falta de significativas novidades nos puros 4×4, este ano optamos por vos dar a conhecer os B-SUV que mais se destacaram ao longo deste ano de 2020. Estes são os melhores SUV do segmento B.

Neste momento conseguimos contar mais de 15 propostas B-SUV no mercado. Umas mais recentes do que outras, o que é certo é que todas tentam diferenciar-se de alguma forma e marcar posição num segmento mesmo muito renhido. Posto isto, de certeza que já te questionaste: “Afinal qual o melhor SUV do mercado?” A ordem que se segue não é relevante e refere-se ao modelo em geral, independentemente da versão de equipamento/motorização que conduzimos. Exceção feita ao Renault Captur que, na categoria em que o destacamos, referimo-nos ao 1.3 TCe de 100 cv.

A equipa de ensaios do Escape Livre reuniu-se e, de comum acordo, chegou a este TOP de modelos do segmento B SUV

Estes são aqueles que mais se destacaram em determinada característica, o que nos permitiu selecioná-los para uma das seguintes categorias. Isto porque, num segmento com tantas propostas e cada vez mais procurado, é difícil, para não dizer impossível, encontrar um vencedor absoluto. Irá sempre depender daquilo que for a nossa prioridade, e no final… até mesmo de algum outro fator mais subjetivo. É por isso que, uma das nossas escolhas, nem sequer consta desta lista!

1. Hyundai Kauai – O mais racional!

O Hyundai Kauai é, sem dúvida alguma, uma escolha racional, mas não só. Para além de ser um excelente produto no seu todo, oferece um nível de equipamento imbatível, mesmo na sua versão de entrada. Itens como a câmara traseira com sensores de estacionamento, o cruise control adaptativo, o acesso sem chave, o assistente de manutenção na faixa, a iluminação LED, o apoio de braço dianteiro, as jantes de 18″, o som Krell com oito colunas, e o apoio lombar fazem parte do equipamento de série, entre alguns outros.

Para além disso, a garantia de sete anos é outro ponto a ter em conta e que, numa escolha racional, tem grande peso. Foram estes os argumentos que o levaram a vencer o frente a frente com o SEAT Arona. A versão que o Bruno Graça ensaiou, a híbrida, conseguiria ainda arrecadar a categoria do mais económico, mas por ter um preço de quase 30 mil euros, poderia deixar de ser… a escolha mais racional! Pelo menos para alguns, onde a quilometragem percorrida não seja significativa para pagar a diferença de cerca de oito mil euros face ao 1.0 T-GDI.

2. Peugeot 2008 – O mais acessível!

Apesar de ter chegado ao mercado no início do ano, o Peugeot 2008 foi um dos últimos B-SUV que conduzimos em 2020. Calhou-me a mim celebrar o Halloween com este modelo. Podia inseri-lo também na categoria do “melhor acabado”. Os materiais agradam no geral e nota-se algum cuidado extra neste aspeto por parte da Peugeot. É um B-SUV muito agradável de conduzir na cidade, ágil e prático com o seu pequeno volante. O sistema i-cockpit 3D tem boa leitura com um grafismo tridimensional que cativa. Tem uma boa visibilidade, bons níveis de espaço, ainda que não seja o mais espaçoso, e o equipamento está condicionado à versão. Na versão GT Line que conduzimos, nada nos fez falta.

Por sua vez, o bloco 1.2 Puretech de 130 cv é uma excelente opção, ainda que um pouco gastador em cidade. Na sua versão de entrada de gama, com a versão de 100 cv do mesmo bloco, o 2008 é o B-SUV mais acessível em termos de preço de tabela, muito próximos estão o SEAT Arona e o Hyundai Kauai. Claro está que, no momento do fecho do negócio, os valores poderão ser ligeiramente diferentes, com algum dos construtores a aplicar descontos específicos. Aqui tivemos em conta os valores de preço de tabela das versões base de cada um dos modelos do segmento B SUV no mercado nacional.

3. Renault Captur – O mais económico!

Coincidência ou não… o B-SUV mais económico de todos os que conduzimos ao longo deste ano calhou ao Hugo Figueira, o nosso “craque” em consumos. Se o Bruno Graça consegue, na maioria dos casos, mandar-se para valores típicos de quem tem o pé pesado, o Hugo normalmente consegue proezas inacreditáveis. Não foi o caso ao volante do Renault Captur, com uma média final de 6,4 l/100 km, ainda assim foi a melhor medição, apesar da maioria não se situar longe. Grande parte dos modelos, nas suas versões a gasolina (as mais vendidas no segmento B-SUV), registam valores entre os seis e os sete litros.

Não é contudo esta a única característica de destacar no B-SUV mais vendido entre nós, e que é simultaneamente um dos automóveis mais vendidos na Europa. O Hugo destacou a tecnologia e as prestações como pontos positivos e a caixa de velocidades como aspeto menos positivo. Eu estive na apresentação nacional do modelo e destaco a superior qualidade face à geração anterior. Ainda assim, e tal como indicam os números, o Captur não foi apenas o mais económico que conduzimos, já que é também, no seu todo, um automóvel muito competente e igualmente uma escolha racional. Ou muito me engano ou, já em 2021, o Captur será destronado da posição de mais económico por uma das novidades que o próximo ano nos reserva.

4. Skoda Kamiq – O mais espaçoso!

Este foi o último B-SUV que conduzimos, reservado para o final do mês de dezembro e mais um que ficou a meu cargo. Depois de muitas atribuladas desmarcações por impedimentos do importador, quase ficávamos sem o conseguir conduzir. Ainda bem que assim não foi porque depois de uns dias ao volante do Skoda Kamiq, este saltou imediatamente para este top. O espaço a bordo para todos os ocupantes, a par com uma boa bagageira de 400 l de capacidade, destacam-no dos restantes. Tem outros argumentos é certo, mas estes são aqueles que se fazem valer num segmento com tantas propostas. Lê o nosso ensaio à versão 1.0 TSI de 116 cv e fica a saber tudo aquilo com que podes contar no Kamiq, o baby-SUV da Skoda.

5. Ford Puma – O mais dinâmico!

Desta vez a “sorte” esteve do lado do Bruno Graça. Acabou por lhe calhar na rifa o ensaio daquele que viria a ser apelidado na nossa redação de “o melhor do segmento“. Naturalmente não é o melhor em tudo, mas é o melhor naquilo que mais nos diverte e apaixona ao volante, a condução. O Ford Puma ganha aos pontos em dinâmica a qualquer outro B-SUV do mercado. Um chassis muito competente, ágil e que pede mais e mais, juntamente com um bloco que permite explorar todo esse potencial são os trunfos do Puma. Tive oportunidade de fazer “umas quantas rotundas e mais outras tantas curvas” e comprovar tais atributos. Estamos todos ansiosos pela versão ST deste B-SUV da Ford. Só espero é que esse ensaio “não venha a calhar ao mesmo”…

6. Jeep Renegade- O mais aventureiro!

Mesmo sem um TOP de 4×4, não podíamos deixar de ter uma categoria que destacasse o espírito mais aventureiro deste tipo de propostas. E claro está também que, um Jeep não podia faltar. O Jeep Renegade destaca-se precisamente pelo seu lado aventureiro, mesmo nas versões 4×2. Aliás, de referir que é um dos únicos B SUV com esta opção. O Hyundai Kauai e o CX-3 da Mazda também a disponibilizam.

O Hugo Figueira pegou nele e foi bem para lá do asfalto… Com todos aqueles “easter-eggs” típicos dos modelos Jeep, aventura está nos genes do Renegade. Elevada altura ao solo, comandos um pouco mais rudes mas robustos e imponência desde logo com linhas mais quadradas e uma frente mais proeminente destacam-se. Ainda que equipado com um sistema de info-entretenimento muito capaz e outras “mordomias” como sensores de chuva e luz, sensores de estacionamento e acesso sem chave, o Renegade prefere revelar uma montagem sólida do que materiais premium. É, sem dúvida alguma e em qualquer uma das versões 4×2 ou 4×4, o melhor companheiro neste segmento para boas aventuras fora de estrada. Fica só uma dica: Pelo sim pelo não… leva uma roda suplente!

Lembra-te, a escolha final é sempre a tua!

No final deste TOP do melhor SUV 2020 do segmento B, não queríamos deixar de fazer uma referência ao SEAT Arona. Porquê? Porque é um modelo que, não tendo “vencido” nenhuma das nossas categorias, é um dos modelos mais competentes do segmento, colocando-se muito perto do melhor em várias categorias. É dos mais acessíveis, logo após o Peugeot 2008, é dos que tem a maior bagageira, a par com o Skoda Kamiq, e é o mais dinâmico depois do Ford Puma. Se por outro lado tu queres mesmo poupar… bom então provavelmente o novo Dacia Sandero Stepway é a melhor opção, mas com esse ainda não tivemos um contacto mais alargado, em breve…

Se procuras um B-SUV, este guia dá-te uma boa ajuda a encontrares o melhor SUV segmento B, mas a escolha final será sempre tua, de acordo com aquilo a que deres mais valor e, naturalmente, o melhor negócio que conseguires encontrar. Boa sorte! Qualquer dúvida escreve-nos!

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!

close

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!

Leaderboard autopromoção Escape Livre