Porsche 911 Targa chega a tempo do verão

A Porsche mostrou a mais recente geração do 911 Targa. Disponível nas versões 4 e 4S permite boas performances com um estilo marcado pelo arco central.

Mesmo a tempo de aproveitar o tempo quente, e depois do Turbo, a Porsche lançou a última derivação que faltava à geração 992 do 911, o Targa. Uma variante clássica do 911, pois foi apresentado pela primeira vez em 1965. O Porsche 911 Targa caracteriza-se pela conjugação do tejadilho de lona com um arco metálico central.

O Porsche 911 Targa encontra-se disponível com tração integral e em duas versões de potência. O funcionamento do tejadilho é eléctrico e a operação demora 19 segundos. Se nos anos 60 o arco central existia por motivos de rigidez e segurança anti-capotamento, em 2020 a relevância explica-se pelo apelo estético e por representar 18% da produção do 911.

Mecânica é partilhada com Coupé e Cabrio

A geração 992 dos 911 Targa 4 e 4S não possui alterações mecânicas face ás versões coupé e cabrio, partilhado o seis cilindros boxster turbo com três litros de capacidade. Assim, o 4 tem 385 cv e 450 Nm de binário e o 4S debita 450 cv e 530 Nm de binário.

As performances são distintas, com o Targa 4 a acelerar até aos 100 km/h em 4,2 segundos e a atingir um máximo de 289 km/h. Com mais potência, o Targa 4S faz os tradicionais 0-100 km/h em 3,6 segundos e ultrapassa os 300 km/h, mais precisamente 306 km/h.

Caixa manual é opção… tração integral é de série

É possível escolher entre a transmissão automática PDK de oito velocidades ou a nova caixa manual de sete relações, mas apenas no Targa 4S. O sistema de tração integral garante a repartição da potência entre os eixos através de um diferencial central refrigerado a água e com embraiagens reforçadas. O 911 Targa 4S tem, adicionalmente, um autoblocante traseiro (PTV Plus), uma opção no modelo base.

O interior do 911 nesta geração 992, é decalcado das restantes versões, com um painel digital que contém o habitual conta-rotações colocado bem ao centro.

Como habitualmente encontra-se disponível uma longa lista de opcionais com itens como jantes de diferentes desenhos e dimensões, barras estabilizadoras activas PDCC, escapes desportivos e várias cores para o interior. A capacidade de travagem pode ser ampliada com os opcionais travões de cerâmica. Está também disponível um sistema para subir a altura da frente, ajudando em rampas mais complicadas.

Os 911 Targa 4 e Targa 4S já podem ser configurados em Portugal, com o Targa 4 a custar 160 783€. O Targa 4S PDK começa nos 178 076€ e a versão de caixa manual nos 176 251€.

close

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!