Veloster N: O primo americano do i30 N estreia caixa DCT

A Hyundai apresentou a versão 2020 do Veloster N com uma nova transmissão de dupla embraiagem, importante para o mercado europeu já que chegará a outros modelos

A Hyundai acabou de revelar a atualização do seu modelo Veloster. A versão desportiva do coupé da marca coreana foi desenvolvido pela divisão N, chefiada pelo Eng. Albert Biermann (ex-BMW) e recebeu alterações estéticas e mecânicas. O “trabalho de campo” foi executado, como sempre, no Nurburgring e em Namyang, onde se encontra o quartel-general da divisão desportiva da Hyundai. Senhoras e senhores, eis o Hyundai Veloster N!

Em relação à primeira geração do Veloster que conhecemos, agora encontramos novos grupos óticos com linhas muito desportivas. No interior passam a estar disponíveis como opção novos bancos desportivos. Denominados N Light Sports Bucket, pesam menos 2 kg que os bancos de série e prometem suportar melhor o corpo em curva.

Ainda no habitáculo do Veloster N encontramos a mais recente versão do info-entretenimento do grupo Hyundai/Kia com um formato 16:9. Neste ecrã selecionamos os vários modos de condução ( Eco, Normal, Sport, N e N Custom), inalterados neste facelift, tal como o excelente autoblocante mecânico no eixo dianteiro, já testado por nós em pista com o Hyundai i30 N fastback.

Transmissão N DCT em estreia

A grande novidade com a chegada do Veloster N é a nova transmissão N DCT, de dupla embraiagem, desenvolvida pela Hyundai e que possui oito relações. Encontra-se equipada com duas embraiagens banhadas a óleo, o que lhe permite suportar mais binário e evitar o aquecimento da transmissão. Assim, a rapidez das passagens de caixa fica garantida mesmo quando pretendemos extrair toda a performance do Veloster N. O comando manual da caixa N DCT é assegurado por duas patilhas de comando no volante.

Adicionalmente, encontramos um botão NGS no volante, acrónimo de “N Grin Shift”. Estes markteers estão cada vez mais criativos….

Ao pressionar o botão NGS temos acesso a um modo mais desportivo da caixa de velocidades, bem como à função overboost do motor. Relativamente a este, temos a unidade dois litros de quatro cilindros que mantém os mesmos valores de potência, com 250 cv na versão base e 275 cv na versão Performance (a que realmente interessa). O binário máximo sofre um incremento para 377 Nm, mais 24 Nm face à versão anterior funcionando como um overboost.

O MY 2020 do Hyundai Veloster N vai estar disponível na Coreia do Sul no mês de maio e posteriormente nos restantes mercados, nomeadamente nos EUA. Tudo indica que, infelizmente, não chegará a Portugal por se tratar de um modelo com um muito reduzido número de vendas no nosso país, mas…

Há sempre um mas…

Apesar de não estar prevista a sua chegada ao mercado europeu, o Veloster N partilha toda a base mecânica com o i30 N, comercializado na Europa nas versões hatchback e fastback. Isto significa que vamos ver esta nova caixa N DCT chegar a um dos nossos desportivos favoritos, o i30 N.

A Hyundai já mostrou a renovação da gama i30, que estava prevista para o Salão de Genebra, e ficaram a faltar as versões N. O Hyundai Veloster N antecipa assim aquilo que poderemos encontrar no i30 N lá mais para a segunda metade de 2020.

Hyundai i30 mostra-se com novo look

A poucos dias do Salão de Genebra, a Hyundai volta a revelar mais uma novidade antes de tempo, o renovado Hyundai i30.

Read more