E o sucessor do Peugeot 508 ao título de Carro do Ano é…

Anualmente, quase 20 jurados dos mais diversos orgãos de comunicação social atribuem o prémio Carro do Ano Essilor Troféu Volante de Cristal.

Ainda que com outro nome, o Troféu Carro do Ano em Portugal acontece desde 1985. Ao longo de 35 anos, diversas marcas já subiram ao pódio, algumas por mais do que uma vez e destacaram-se vários modelos míticos como o Nissan Micra, o Renault 21, ou o Toyota Carina E. Alguns até detentores de mais do que um troféu, ao vencerem mais do que uma edição, como é o caso dos SEAT Ibiza e Leon ou do Volkswagen Golf. Mas o verdadeiro vencedor absoluto até ao momento, é o Volkswagen Passat, ao vencer o galardão por quatro vezes (1990, 1997, 2006 e 2015).

Na edição de 2020 do Essilor Carro do Ano Troféu Volante de Cristal, e depois de uma extensa lista de 24 candidatos, encontram-se na fase final apenas sete modelos, dos quais sairá o vencedor a 20 de fevereiro.

Ao todo são 19 jurados dos mais diversos órgãos de comunicação social que, ao longo de vários meses, ensaiam os diversos modelos com o intuito de eleger aquele que, na opinião de cada um, tem mais ou melhores argumentos para se destacar perante os restantes.

Os sete finalistas

Apesar do vasto leque de modelos atualmente no mercado, é inevitável que a maior parte dos modelos sejam também candidatos ao “Car of the Year“, outro galardão da indústria mas com uma maior dimensão já que o painel de jurados é composto por 60 jurados representando 23 países. São exemplos disso o novo BMW Série 1, o Peugeot 208 e o Toyota Corolla. Este será conhecido dias mais tarde, a 2 de março, na véspera de abertura à imprensa do Salão Automóvel de Genebra, onde nós marcaremos presença para trazer todas as novidades.

No próximo dia 20 de fevereiro, um dos seguintes modelos irá ser o sucessor do Peugeot 508 ao Essilor Carro do Ano Troféu Volante de Cristal.

Para além do vencedor absoluto, será também premiado o melhor produto automóvel de cada um dos seguintes segmentos do mercado nacional. Citadino, Familiar, Desportivo, Grande SUV, SUV Compactos, Elétricos e Híbridos.

Ausências justificadas

Por entre estes sete finalistas do carro do ano, certamente poderá estar a questionar-se pela ausência de outras marcas com modelos tão ou mais interessantes. O que acontece é que, ao contrário do “Car of the Year”, em que todas as marcas entram a concurso desde que o seu modelo preencha apenas e só o requisito de estar em comercialização nos doze meses precedentes à data em que é atribuído o título, sem que seja necessária qualquer ação por parte do construtor, o Carro do Ano Português carece de uma inscrição por parte do construtor, envolvendo custos para este.

Não estando provado qualquer aumento de vendas em consequência do resultado, há construtores que optam por simplesmente não inserir qualquer modelo a concurso, mesmo que possam ter algum elegível a concurso. É o caso por exemplo do novo Ford Puma ou do novo Renault Clio, ambos finalistas do “Car of The Year” mas que não entraram para o Essilor Troféu Volante de Cristal.

Estes são os 7 finalistas do “Car of the year” 2020

Um destes sete finalistas será o “Carro do ano” 2020. O resultado da votação dos 60 jurados será conhecido no próximo dia 2 de março em Genebra.

Read more