Troféu C1 – Mix de emoções em Portimão!

Mais de 16 horas de corridas no incrível Autódromo Internacional do Algarve com 47 equipas em pista e mais de 200 pilotos! Emoção e competição no Troféu C1.

Depois da prova inaugural de Braga, esperava-nos uma jornada dupla em Portimão para fazer mais e melhor. A estreia para a equipa Escape Livre / Razão Automóvel foi exemplar dadas as circunstâncias, mas ainda assim, e com o nosso #911 mais afinado e certinho, as expectativas para a 2ª e 3ª jornadas eram outras…

Em Portimão confirmou-se um recorde de equipas em pista com 47 Citroën C1 e mais de 200 pilotos no circuito algarvio, mas já lá vamos…

Já lá vão uns dias… mas o cansaço acumulado e a preparação do último Rali da Guarda fez com que só agora tivéssemos tempo para dedicar à nossa prestação em Portimão nos passados dias 22 e 23 de junho.

Quatro dias em Portimão e só um para descansar…

O fim-de-semana de muitas horas de corrida começou mais cedo… Carregamos o C1 no atrelado e ainda na noite de 19 de junho rumamos ao Algarve. Objetivo? Ter um dia de descanso (feriado nacional) por terras algarvias, antes da maratona que se previa entre treinos livres e cronometrados, e 6+6 horas de corrida.

Na sexta-feira o dia começou bem cedo, não apenas para tirarmos as medidas a um circuito que era novidade para alguns dos pilotos, mas também para fazer grandes ajustes no pequeno C1. Grandes apenas e só porque em pista acabam por representar largos segundos, já que o regulamento do Troféu não dá margem para muita coisa, e bem…

Entre afinações, testes, treinos e as verificações técnicas ao nosso C1 #911, o tempo voou. Havia que definir estratégias para os treinos cronometrados…

O derradeiro dia

Sábado previa-se um dia deveras cansativo. Quatro horas de treinos – duas horas de qualificação para a corrida de sábado, e mais duas horas de qualificação para domingo – seguidas de seis horas de corrida a terminar para lá das 20h30. 47 equipas a alinhar e mais de 200 pilotos.

Arrancamos para a pista para fazer o nosso “tempo canhão” com a ajuda imprescindível do Francisco Carvalho. Tudo parecia bem encaminhado. Depois de quatro horas de qualificações, partiríamos de 6º lugar para ambas as corridas, nada mau…

Corrida atraiçoada pela coluna de direção

Mas é pouco depois da bandeirada para o início das seis horas que nos deparamos com o primeiro problema e com o sabor amargo da imprevisibilidade das corridas. A coluna de direção do nosso C1 perde o apoio e cai, ficando solta. Na primeira paragem para troca de piloto opta-se por tentar reparar a coluna de direção, o que nos faz perder dois minutos. Nem tudo estava perdido até aqui, mas a solução encontrada acaba por se revelar insuficiente e a coluna de direção volta a cair… Na paragem seguinte consegue-se definitivamente resolver o problema, mas mesmo com todo o esforço da excelente equipa da SportClasse que assiste o nosso C1, os mais de 30 minutos dispendidos acabavam com todas as ambições para a primeira corrida do fim de semana.

Novo objetivo: Levar o C1 até ao final e ir adquirindo mais alguma experiência para a corrida de domingo. De tal forma desconcentrados, e como se o tempo perdido não fosse suficiente, ainda conseguimos colecionar algumas penalizações de “Stop and go”.

Decididos a não baixar os braços, a cerca de três minutos do fim somos obrigados a fazê-lo. Uma falta de combustível não prevista marca o fim da primeira corrida, provando que toda a gestão de boxes é tão ou mais importante que a condução em pista.

Havia que preparar o carro e pensar na corrida de domingo. Mais uma vez, a equipa da SportClasse foi incansável. O nosso C1 foi todo novamente rigorosamente afinado até largas horas da noite. Mudança de pneus e de pastilhas de travão, verificação de todos os níveis e tudo a postos para a segunda oportunidade do fim de semana.

Segunda oportunidade

Mais concentrados e com a equipa toda unida e decidida a não cometer erros arrancamos de 5º lugar, beneficiando de uma penalização atribuída a outra equipa. As primeiras voltas pareciam a caminho do impossível quando vemos o nosso C1 em 2º lugar. Altura de recordar que nunca as corridas de resistência se decidiram nos primeiros minutos. Com um andamento constante nos dois primeiros turnos e uma estratégia de boxes que parecia acertada, acabamos por não beneficiar da entrada do Safety Car que acabou por coincidir com a troca de turno, fazendo-nos cair para 12º lugar. Objetivo? Top ten! Depois de recuperadas algumas posições, a cerca de 30 minutos do fim fizemos o nosso sprint final. Com um abalroamento pelo meio que nos deixou o C1 #911 com toda a lateral esquerda mal tratada, ainda conseguimos atingir o 8º lugar da geral, 6º da categoria em que nos inserimos, a PRO-AM.

No fim o sentimento era naturalmente contrário ao do dia anterior. Não só terminamos a corrida, como o nosso Citroën C1 conseguiu alcançar uma posição dentro do top ten, resultado da união, concentração e dedicação de toda a equipa Escape Livre / Razão Automóvel para esta segunda corrida.

Vencedores incontestáveis

A equipa Gianfranco Motorsport, com os pilotos Rodrigues/Brandão/Hernandez/Benito não deu grandes hipóteses aos seus adversários, e foi a vencedora das duas provas revelando uma concentração e consistência tão rigorosas quanto a afinação do Citroën C1 Nº81.

É um orgulho imenso ver quase 50 carros alinhados na grelha e que, embora exista competitividade entre todos, os pilotos também Se divertem em pista. De referir também que no final, o carro vencedor da equipa Gianfranco Motorsport e da equipa Ventilações Moura/JB Garage/Semimetais foram alvos de uma verificação técnica extensa, desde o motor à caixa, passando por outros elementos, estando tudo dentro do regulamento. Não queremos que existam dúvidas quanto à legalidade dos C1 participantes e queremos manter tudo desta forma. Não posso também deixar de frisar a evolução do comportamento e da melhor interpretação das regras por parte das equipas, pelo que hoje já se verificaram menos penalizações, algo que também é o objetivo deste Troféu, ser uma “escola” para muitos pilotos

André Marques, responsável Motor Sponsor

1 de setembro no Estoril, contamos consigo?

Depois de alguns ajustes ao nosso #911, de uma revisão geral e de algum trabalho de chapa, as expectativas para a próxima prova no Circuito do Estoril são as melhores. Contamos consigo no próximo dia 1 de setembro?

Veja aqui o vídeo da Razão Automóvel, que mostra como foi toda a emoção de um fim de semana de corridas para a equipa Escape Livre / Razão Automóvel:

A equipa Escape Livre / Razão Automóvel corre com o apoio da SportClasse, oficinas First Stop, Intermarché da Guarda, Overlay e QF.

Troféu C1 Corrida 2 128
Um agradecimento especial a toda a equipa da Motor Sponsor pelo trabalho desenvolvido, em particular a quem acreditou neste projeto que veio animar as pistas do nosso país e dar oportunidade a muitos de terem uma experiência num troféu.

Leaderboard autopromoção Escape Livre