Novos Porsche 718 concebidos para pista

Dois novos modelos que apelam ao lado emocional e especialmente concebidos para condução em pista, eis os novos Porsche 718 Cayman GT4 e 718 Spyder

Depois de longos meses de testes e quatro anos após a primeira versão, a marca de Estugarda apresenta os renovados Porsche 718 Cayman GT4 e o 718 Spyder. O trabalho do departamento GT levou, como habitual, a uma evolução em todos os componentes do Cayman, com natural destaque para o motor.

Porsche 718 Cayman GT4

Se na restante gama 718 é o 4 cilindros turbo que faz as honras da casa, neste Cayman GT4 a receita não mudou, e o motor mantém-se um seis cilindros atmosférico, mais especificamente um bloco totalmente novo, de código 9A2Evo, derivado do 3 litros turbo que equipa os mais recentes 911. No entanto, foram muitos os componentes alterados (mais de 80% do motor é novo) tais como o diâmetro e curso dos cilindros, com o crescimento para os 4 litros de cilindrada, a admissão, o sistema de escape e a lubrificação por cárter seco (indispensável para uma utilização em pista). Este novo motor estreia também um sistema de desativação de cilindros em cargas parciais de acelerador, novos injetores piezo, um novo sistema de escape com filtro de partículas e um sistema de start-stop, uma estreia nos modelos GT da Porsche. Todos estes componentes permitem baixar as emissões, algo cada vez mais necessário.

A caixa manual de seis velocidades destes Porsche 718 mantém-se inalterada. O resultado deste cocktail são 420 cv de potência e 420 Nm de binário disponíveis entre as 5000 e as 6800 rpm, com um redline fixados nas 8000 rpm, ou seja, mais 35 cv que no GT4 de 2015.

Greatest hits de tudo o que os fãs podem pedir

O novo desenho do sistema de escape possibilitou avanços noutro dos parâmetros fundamentais do Cayman GT4, a aerodinâmica. Segundo a marca alemã, o downforce aumentou 50%, sendo que 30% são atribuídos ao novo difusor central e os restantes 20% à asa traseira regulável.

Também a suspensão sofreu alterações, com a altura ao solo reduzida em 30 mm e, dado que é importada do GT3, com novos amortecedores e alterações na geometria, sendo que o autoblocante com vetorização de binário continua presente.

A lista de opcionais do GT4 possiblita a colocação de travões de cerâmica, bem como do pack Clubsport que contém um roll-bar, cintos de quatro pontos e um extintor. Muito desejável em track days. O radio e o ar condicionado podem ser removidos, a pedido.

O desportivo descapotável

Quanto ao Porsche 718 Spyder a mudança mais importante consiste na partilha total de toda a base técnica com o GT4 (chassis, travões, suspensão, etc) ao invés do modelo precedente, baseado no 718 Boxster “normal”. O tejadilho mantém a configuração speedster, com abertura e fecho manual e os típicos arcos de proteção dos passageiros.

Ou seja, este novo Porsche 718 Spyder, gémeo do GT4, ganha muito mais apelo para quem gosta de andar sem capota e não abdica da condução e da desportividade do GT4. Ao contrário deste, o 718 Spyder tem um spoiler traseiro que se eleva automaticamente acima dos 120 km/h. É o primeiro modelo da família Boxster a gerar downforce no eixo traseiro.

Os novos 718 GT4 e 718 Spyder chegam a Portugal no final deste ano mas já podem ser encomendados. O 718 Spyder está disponível a partir de 132 778 € enquanto o Cayman GT4 inicia nos 135 730€.

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!

close

Subscreve a nossa Newsletter "Livre Trânsito"!

Leaderboard autopromoção Escape Livre